Sábado, 17 de Abril de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Partly Cloudy

Variedades Ex-The Voice, Liah Soares explica motivo de filha de 6 meses usar cocar

Compartilhe esta notícia:

Cantora paraense mostra que Maria Liz, nascida em São Paulo, também usou saia de carimbó

Foto: Reprodução/Instagram
Cantora paraense mostra que Maria Liz, nascida em São Paulo, também usou saia de carimbó. (Foto: Reprodução/Instagram)

Liah Soares, ex-participante do The Voice Brasil, compartilhou fotos da comemoração dos seis meses da filha, Maria Liz, do relacionamento com o ator Carlo Porto, e explicou o motivo da menina ter usado um cocar na festinha intimista.

“Ganhei esse cocar de uma cacique, a primeira cacique mulher da sua tribo e aquilo me marcou muito. Foi em um evento que premiava mulheres fortes e guerreiras. Ao completar 6 meses de vida, olho pra minha filha vestida de ‘sinhazinha pureza’ , saia de carimbó e esse cocar na cabeça. Tudo me ressignifica e me enche de orgulho”, afirmou a cantora, de 41 anos de idade.

Liah, que é paraense, afirma querer transmitir tradições da cultura do Pará para a filha, nascida em São Paulo. “Ela nasceu em meio a uma pandemia, longe dos nossos familiares, sem poder receber visita , mas quero que ela cresça sabendo das nossas raízes e da onde veio. Olho ela assim e já sonho com um futuro em que ela se transforme numa mulher forte sem perder a sua delicadeza, com muita garra sem perder a sua doçura. Penso em como será o mundo pós-pandemia, penso em todo o contexto em que ela nasceu e sinto que ela faz parte de uma geração de crianças luz.”

Na opinião da cantora, as crianças nascidas na pandeia “vieram conduzir a humanidade pro caminho do bem e transformar esse mundo aqui em um lugar muito melhor”.

“Esse cocar em sua cabecinha me lembra também o Curupira e seus cabelos de fogo, lenda do nosso folclore que protege as nossas florestas. Eu tive a sorte de crescer no interior do Pará tomando banho de chuva e nos igarapés, em contato direto com a imensidão da floresta amazônica e hoje sou uma mãe que sonha pra ela e pra essa geração de bebês que estão chegando uma percepção muito mais evoluída de conexão e contato com a natureza que a nossa atual (des)humanidade. Que eles tenham a oportunidade de usufruir das riquezas naturais sem destruí-la , que possam se banhar em nossos rios e perceberem que fazem parte de um todo e não que tudo lhe pertencem … Se tudo começa de um sonho, eu já estou plantando o meu aqui. Te amo filha, feliz meio ano de uma vida que espero ser extraordinária pra você e pro mundo ao seu redor.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Aos 71 anos, Mamma Bruschetta é vacinada contra o coronavírus com dose excedente
Andressa Urach: “Meu bumbum ficou guardado por seis anos e o Brasil saiu do eixo”
Deixe seu comentário
Pode te interessar