Sábado, 04 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Fair

Brasil Fernando Henrique Cardoso dá conselhos para inimigo político de Cristina Kirchner vencer as eleições presidenciais na Argentina

O ex-presidente voltou a dizer que o avanço do processo de impeachment de Dilma ficou difícil (Foto: Fabio Braga/Folhapress)

Em entrevista ao jornal La Nación, da Argentina, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se disse animado com o resultado obtido pelo conservador Mauricio Macri no primeiro turno da eleição no país. “Não porque tenhamos as mesmas ideias, mas porque o que foi feito nos últimos tempos, com Cristina Kirchner, foi desastroso. Seria muito positiva uma mudança. E se uma vitória da oposição argentina repercutir ainda na eleição legislativa da Venezuela, seria uma maravilha”, disse FHC.

Macri ameaçou no mês passado, caso seja eleito, denunciar o governo de Nicolás Maduro, na Venezuela, pela cláusula democrática do Mercosul se o opositor Leopoldo López não for solto.

O ex-presidente brasileiro deu ainda algumas orientações a Macri, que obteve 34,6% dos votos, ante 36,8% de Daniel Scioli. A primeira é aproveitar a força conquistada no primeiro turno – o governo esperava vencer sem segundo turno. A outra orientação seria não menosprezar alianças, principalmente com o ex-kirchnerista Sergio Massa, que teve 21,3% e já disse esperar que Scioli não vença. “Tem de ter cuidado para não provocar ódio e manter o discurso de unidade”, recomendou. A última dica para Macri seria prestar atenção aos gestos, fazer com que as pessoas o sintam perto, para vencer o preconceito de que pertence à classe alta. (AE)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Termina a era dos grandes delatores do esquema de corrupção na Petrobras
Supremo volta a discutir se tatuagens podem impedir ingresso no serviço público
Deixe seu comentário
Pode te interessar