Sábado, 04 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Fair

Brasil Fora da agenda oficial nos Estados Unidos, Bolsonaro visitou a CIA com seus ministros e um filho

O anúncio da visita foi feito sem aviso prévio, por Eduardo Bolsonaro, via Twitter. (Foto: Reprodução)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, foi à sede da CIA (a agência de inteligência americana), na manhã desta segunda-feira (18), acompanhado por ministros e um de seus filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

O compromisso, porém, não constava do roteiro oficial da visita do presidente a Washington e não foi informado pela assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, que afirmou que ele estaria em agenda privada na manhã desta segunda.

O anúncio da visita foi feito sem aviso prévio, por Eduardo Bolsonaro, via Twitter, pouco antes das 8h (9h no horário de Brasília). Só então os auxiliares do presidente passaram a confirmar o compromisso a jornalistas.

“Indo agora com o PR @jairbolsonaro e ministros para a CIA, uma das agências de inteligência mais respeitadas do mundo. Será uma excelente oportunidade de conversar sobre temas internacionais da região com técnicos e peritos do mais alto gabarito”, escreveu Eduardo na sua conta na rede social.

Quatro horas depois da reunião, a assessoria da Presidência da República divulgou uma nota para dizer que a visita à CIA estava relacionada “à importância que o presidente confere ao combate ao crime organizado e ao narcotráfico, bem como à necessidade de fortalecer ações da área de inteligência que abrangem o Ministério da Justiça e Segurança Pública, Gabinete de Segurança Institucional, entre outros órgãos”.  ​

Até a noite de domingo (17), primeiro dia de Bolsonaro na capital americana, os assessores do presidente afirmaram que não era possível confirmar a agenda do presidente para a manhã desta segunda.

No roteiro da visita de Bolsonaro nos Estados Unidos, os compromissos para o dia só começavam a partir das 15h30min, com reunião com o ex-secretário do Tesouro americano Henry Paulson.

Depois, o presidente concedeu entrevista à Fox News e participou de um evento e de um jantar com empresários e investidores na Câmara de Comércio Brasil-EUA. Nesta terça (19), o encontro é com o presidente Donald Trump, na Casa Branca, seguido de reunião com líderes evangélicos.

Discurso em jantar

Acompanhado de sete ministros, entre os quais Paulo Guedes (Economia) e Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), Bolsonaro viajou no domingo (17) para Washington.

O presidente chegou à capital dos EUA à tarde e participou de um jantar na residência do embaixador brasileiro, Sergio Amaral, com ministros e intelectuais de direita norte-americanos e brasileiros.

Bolsonaro fez um discurso no jantar. O presidente disse que era uma “alegria e satisfação” visitar o país e que deseja ter um Brasil “grande”, a exemplo dos planos de Trump para os EUA.

tags: CIA

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Conselho de Medicina abre sindicância contra o médico Marcos Harter após ele postar uma foto em que aparece comendo durante uma cirurgia
Ao lado de Trump, Bolsonaro falou em estratégias sigilosas para a Venezuela. Em entrevista, trocaram elogios
Deixe seu comentário
Pode te interessar