Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Cloudy

Rio Grande do Sul Governador debate distanciamento social e atividade econômica na pandemia

Compartilhe esta notícia:

"Nossa compreensão é de que o equilíbrio entre a preservação à vida e a retomada econômica é o melhor caminho", disse Leite.

Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini
Na quinta-feira, o governador anunciou ajustes no modelo de Distanciamento Controlado. (Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini)

Com o tema “Isolamento e atividade econômica em tempos de pandemia da Covid-19”, o webinar Diálogos Cbic, promovido pela Cbic (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), desta quarta-feira (10), teve o governador Eduardo Leite como convidado especial.

Leite apresentou a representantes nacionais do setor de construção o modelo de Distanciamento Controlado, que completa hoje um mês de vigência no Rio Grande do Sul, e que se utiliza de evidências científicas e análise de dados para aplicar restrições na medida e onde forem necessárias.

“Tem quem defenda o ‘fecha tudo’, porque é mais eficiente do ponto de vista epidemiológico, e também quem queira o ‘abre tudo’, alegando que, para a economia, é o melhor. Nenhum e ambos têm razão por diferentes motivos. Aqui, a nossa compreensão é de que o equilíbrio entre a preservação à vida, sempre priorizada, e a retomada econômica é o melhor caminho”, afirmou o governador.

Por isso, o Distanciamento Controlado dividiu o Estado em 20 regiões e mapeou 105 atividades econômicas. A partir de um cálculo que leva em conta 11 indicadores, segmentados em dois grupos – propagação do vírus e capacidade de atendimento de saúde –, determina a aplicação de regras (chamados de protocolos) mais ou menos restritas para cada segmento de acordo com o risco calculado para cada região.

Conforme o resultado do cruzamento de dados divulgados de forma transparente, cada local recebe uma bandeira nas cores amarela (risco baixo), laranja (risco médio), vermelha (risco alto) ou preta (risco altíssimo). O monitoramento dos indicadores de risco é semanal, e a divulgação das bandeiras ocorre aos sábados, com validade a partir da semana seguinte.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Estiagem e pandemia fizeram o PIB do Rio Grande do Sul cair 3,3% no primeiro trimestre deste ano
Ministro diz que não há perspectiva de recriar Ministério da Segurança
Deixe seu comentário
Pode te interessar