Terça-feira, 31 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Partly Cloudy

Política Governador e ex-governador da Paraíba são alvo de operação da Polícia Federal

Ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e governador João Azevêdo (sem partido)

Foto: Secom-PB/Divulgação
Ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e governador João Azevêdo (sem partido), ambos alvos da Operação Calvário — Foto: Junior Fernandes/Secom-PB; André Lúcio/Secom-PB

O governador da Paraíba, João Azevêdo (sem partido), e o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) foram alvo, na manhã desta terça-feira (17), de uma operação da PF (Polícia Federal) contra uma organização criminosa suspeita de desviar R$134,2 milhões das áreas da saúde e da educação no Estado.

A investigação identificou fraudes em procedimentos licitatórios e em concurso público, além de corrupção e financiamento de campanhas de agentes políticos e superfaturamento em equipamentos, serviços e medicamentos.

A ação foi batizada de Operação Calvário – Juízo Final. Conforme as investigações, do valor total desviado, mais de R$ 120 milhões foram destinados a agentes políticos e às campanhas eleitorais de 2010, 2014 e 2018.

Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado, um ex-procurador-geral do da Paraíba, ex-secretários de Saúde, deputadas estaduais, uma prefeita e servidores também são investigados.

Um mandado de prisão foi expedido contra o ex-governador. Em relação ao atual governador, houve somente mandados de busca e apreensão. Foram expedidos ainda mandados de prisão contra a deputada estadual Estela Bezerra (PSB) e a prefeita do município paraibano de Conde, Márcia Lucena (PSB). Ao todo, a Operação Calvário – Juízo Final cumpriu 17 mandados de prisão preventiva e 54 de busca e apreensão.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Inflação para o consumidor aumenta em Porto Alegre
O número de brasileiros detidos na fronteira dos Estados Unidos aumenta mais de dez vezes em um ano
Deixe seu comentário
Pode te interessar