Quinta-feira, 02 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
11°
Mostly Cloudy

Brasil Governo do RJ planeja avaliar população de rua para internação involuntária

Compartilhe esta notícia:

O governador também defende o uso de helicópteros em ações policiais. (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Para identificar possíveis casos de internação compulsória, o governo do Rio de Janeiro e a prefeitura carioca planejam submeterem pessoas em situação de rua a avaliações de profissionais de saúde. Este tipo de internação é uma forma legal, como parte de uma lei de saúde mental, de internar uma pessoa mesmo contra a sua vontade ou sob seu protesto.

Tanto o prefeito, Marcelo Crivella, quanto o governador, Wilson Witzel, deram nesta quarta-feira (31), declarações nesse sentido, ponderando que o modo como isso será feito ainda está em processo de avaliação.

Motivos
A possibilidade de internar compulsoriamente dependentes químicos em situação de rua foi defendida pelo governador Wilson Witzel, depois que duas pessoas foram assassinadas a facadas por um morador de rua na zona sul do Rio de Janeiro. Witzel disse que a Polícia Militar já está revistando essas pessoas em busca de objetos perfurantes e cortantes.

Também já estão sob avaliação os possíveis locais onde haverá a retirada das pessoas das ruas e quais serviços de saúde poderão fazer a avaliação de suas condições de autodeterminação e as possibilidades de internação.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Bolsonaro cobra atenção a possíveis “armadilhas” em acordo com UE
Cresce no meio jurídico o entendimento de que Bolsonaro está ultrapassando vários limites do seu cargo
Deixe seu comentário
Pode te interessar