Terça-feira, 19 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Economia Governo mantém previsão de crescimento da economia brasileira em 5,3% neste ano

Compartilhe esta notícia:

No segundo trimestre de 2021, o PIB (Produto Interno Bruto) recuou 0,1%

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
No segundo trimestre de 2021, o PIB (Produto Interno Bruto) recuou 0,1%. (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

A SPE (Secretaria de Política Econômica) do Ministério da Economia manteve em em 5,3% a projeção para o crescimento da economia brasileira neste ano e elevou a estimativa para a inflação de 5,9% para 7,9%, por influência da alta nos preços dos combustíveis e da energia elétrica. As projeções estão no Boletim MacroFiscal, divulgado nesta quinta-feira (16).

No segundo trimestre de 2021, o PIB (Produto Interno Bruto) recuou 0,1% em relação ao período anterior (com ajuste sazonal) e cresceu 12,4% na comparação interanual, mostrando recuperação em relação à crise de 2020, segundo o Ministério da Economia. A pasta destacou que a redução no segundo trimestre se encontra próxima à estabilidade.

Apesar da queda do ritmo da atividade nesse período, os dados mensais de indicadores mostram que a recuperação da economia continua no terceiro trimestre, conforme o governo. A projeção do PIB para o período é de crescimento de 0,6% em relação ao segundo trimestre (com ajuste sazonal) e de 5% em relação ao mesmo trimestre do ano passado.

“As projeções apontam que o setor de serviços contribuirá de forma robusta para a recuperação econômica no segundo semestre de 2021, concomitantemente ao avanço da vacinação em massa e à flexibilização das restrições às atividades de serviços, alguns dos quais ainda não retomaram o nível pré-pandemia”, explicou a Secretaria de Política Econômica.

Durante coletiva virtual, o secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, reafirmou que a vacinação em massa é a melhor política econômica para o País e fez um apelo para que a população complete o calendário vacinal contra a Covid-19.

Perspectivas

Para 2022, a projeção de crescimento do PIB é de 2,5%. “Contudo, salienta-se que os riscos no cenário prospectivo, principalmente o hidrológico [crise hídrica] e um possível recrudescimento da pandemia, devem ser observados com cautela, avaliando os seus impactos para a economia brasileira”, alertou a SPE.

A projeção para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) no ano que vem aumentou de 3,5% para 3,75%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Rio Grande do Sul registra 911 novos casos de Covid-19 e mais 16 mortes provocadas pela doença
Justiça gaúcha condena homem infectado pelo coronavírus a pagar indenização por descumprir o isolamento domiciliar
Deixe seu comentário
Pode te interessar