Segunda-feira, 26 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Thunderstorm

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Olimpíada Holanda estreia com goleada histórica contra Zâmbia no futebol feminino em Tóquio

Compartilhe esta notícia:

Próxima adversária da Seleção Brasileira de futebol feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a Holanda goleou Zâmbia, nesta quarta-feira, por 10 a 3. (Foto: Reprodução/Twitter)

Próxima adversária da Seleção Brasileira de futebol feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a Holanda goleou Zâmbia, nesta quarta-feira, por 10 a 3, em Miyagi, no duelo válido pela primeira rodada do Grupo F. Com o resultado, as europeias lideram a chave por terem melhor saldo, porque o Brasil bateu a China por 5 a 0.

Foi a segunda maior goleada (diferença de gols) da história do futebol feminino nos Jogos Olímpicos. O placar ficou atrás apenas dos 8 a 0 da Alemanha diante da China, em Atenas-2004. Os 13 gols (10 a 3) somados são o maior número em um único jogo válido por uma edição de Olimpíada.

Já no primeiro tempo as holandesas abriram 6 a 1 no placar. A atacante Miedema, com quatro gols marcados, foi o destaque da partida. Martens (2), Pelova, Beerensteyn, Roord e Van de Sanden completaram o massacre. Banda fez todos os gols da equipe africana.

Brasil e Holanda se enfrentam no sábado, às 20 horas local (8 horas de Brasília) em uma partida que deverá definir o primeiro lugar do grupo. Zâmbia e China também duelam.

Em outros três jogos disputados nesta quarta-feira, a Suécia bateu os Estados Unidos, pelo Grupo G, por 3 a 0, com gols de Blackstenius (2) e Hurtig. Pela mesma chave, a Austrália derrotou a Nova Zelândia por 2 a 1. Já pela Chave E, Japão e Canadá empataram por 1 a 1. Sinclair abriu o placar para as canadenses, mas Iwabuchi empatou para as anfitriões no final da partida.

Primeiro protesto

A partida entre Chile e Grã-Bretanha no futebol feminino registrou o primeiro protesto antirracismo dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Antes do início do jogo, no Sapporo Dome, as jogadoras das duas seleções ficaram ajoelhadas em campo.

O duelo válido pela primeira rodada do Grupo E terminou com o triunfo das britânicas por 2 a 0, com os gols da atacante Whyte. O primeiro aos 17 minutos da etapa inicial e o segundo aos 27 do tempo final.

Posteriormente, o O COI, Comitê Olímpico Internacional, e os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio decidiram banir a postagem de fotos de atletas se ajoelhando durante o evento em seus perfis oficiais. Segundo informações exclusivas do jornal The Guardian, a mensagem foi compartilhada pela alta cúpula na noite de terça-feira, horário de Tóquio, mencionando especificamente o jogo entre Grã-Bretanha e Chile.

Recentemente, o COI relaxou a Regra 50, que proibia os atletas de fazer qualquer tipo de “demonstração ou propaganda política, religiosa e racial em qualquer local, arena ou outras áreas Olímpicas”. O protesto pacífico é permitido aos participantes, desde que feito sem interrupções e com respeito aos competidores. Sanções ainda são previstas para aqueles que protestarem no pódio. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Olimpíada

Brisbane, na Austrália, é escolhida sede da Olimpíada de 2032
Jogos Olímpicos: dos 302 atletas do Brasil no Japão, 91 são das Forças Armadas
Deixe seu comentário
Pode te interessar