Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Fair

Geral Hong Kong fecha karaokês e centros de jogos depois de registrar 76 casos novos de coronavírus

Compartilhe esta notícia:

A lista da OKBR foi desenvolvida para avaliar a qualidade das informações relativas à pandemia publicadas em portais oficiais. (Foto: Divulgação)

Hong Kong endureceu as restrições criadas para conter um aumento de casos de coronavírus nesta segunda-feira (29), limitando as reuniões a não mais de duas pessoas, fechando bares de karaokê e centros de jogos e pedindo que a maioria dos servidores civis trabalhe em casa.

As medidas se somam às restrições anunciadas no domingo (29), que encerrarão o ensino presencial nas escolas pelo resto do ano, também a partir de 2 de dezembro.

Bares de karaokê, centros de jogos e piscinas fecharão a partir desta quarta-feira (2), e os servidores civis, com exceção dos que prestam serviços de emergência, ficarão em casa, disse a líder de Hong Kong, Carrie Lam, aos repórteres.

O parque temático Ocean Park e a Disneylândia também baixarão as portas, disse a secretária para os Alimentos e a Saúde, Sophia Chan.

Será muito crítico nas próximas duas semanas”, disse Lam. “Espero que o povo de Hong Kong consiga continuar sendo tolerante.”

Academias de ginástica e centros esportivos continuarão abertos, mas só com duas pessoas por vez no máximo, e salões de massagem e de beleza permanecerão em operação, anunciou o governo.

Os horários de atendimento dos restaurantes serão limitado das 22h à meia-noite, com um máximo de duas pessoas por mesa. Uma proibição de reuniões também será reduzida de quatro para duas pessoas.

Os bares de Hong Kong já estão fechados, mas alguns estão tentando driblar as regras proporcionando pratos e talheres a clientes sob a alegação de que estão jantando.

Na semana passada, Hong Kong havia anunciado que fecharia bares, clubes noturnos e outros locais de entretenimento pela terceira vez neste ano, segundo a secretária da Saúde, Sophia Chan, enquanto as autoridades correm para lidar com um novo aumento de casos de coronavírus.

As autoridades também reabriram um saguão de tratamento de Covid-19 temporário perto do aeroporto da cidade.

Até o momento, o pólo financeiro controlado pela China conseguiu evitar um surto generalizado da doença como os vistos em muitas cidades grandes do mundo – na média diária, os números foram de um dígito ou dois dígitos baixos nas semanas anteriores ao pico.

Mais de 180 dos casos mais recentes estão ligados a danceterias. “Há diversas cadeias de transmissão na comunidade”, disse Chan em uma coletiva de imprensa na semana passada. “Precisamos endurecer todas as medidas de distanciamento social, porque a pandemia é grave.” As informações são da agência de notícias Reuters.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Manifesto contra supersalários reúne 250 mil assinaturas e será entregue na Câmara dos Deputados
Atleta se recusa a homenagear Maradona e recebe ameaças de morte
Deixe seu comentário
Pode te interessar