Terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Partly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Indígena de 8 anos é a primeira criança a ser vacinada contra o coronavírus no Brasil

Compartilhe esta notícia:

Um ano após iniciar vacinação, Brasil amplia meta de cobertura. (Foto: Governo do Estado de São Paulo)

O menino Davi Seremramiwe Xavante, de 8 anos, indígena aldeado da tribo Xavantes, foi a primeira criança a ser vacinada contra a covid no Brasil. O governo de São Paulo realizou na tarde dessa sexta-feira (14), uma cerimônia para marcar o início da campanha para a faixa etária de 5 a 11 anos. A aplicação para o público-alvo em geral, no entanto, só está prevista para começar na capital paulista na segunda-feira (17).

O pai de Davi, cacique Jurandir Seremramiwe, chefe da etnia xavante no Mato Grosso, participou da cerimônia por vídeo chamada. “Que seja tomada a vacina. Não esquecer o uso da máscara, o distanciamento. E aí, para a nova geração, será seguro quando voltarem às aulas”, disse.

“Que o resto do Brasil possa fazer essa campanha para que amanhã tenhamos alegria e sorriso. Vacina é importante”, continuou. Davi tem uma deficiência motora, vive em Piracicaba, no interior do Estado, e faz tratamento no Hospital das Clínicas.

Outras dez crianças, entre pessoas com deficiência, com comorbidades e quilombolas, também receberam a vacinação de forma simbólica no hospital. O evento é semelhante ao que foi realizado em 17 de janeiro de 2021, quando a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, com perfil de alto risco para complicações da covid, recebeu a Coronavac no braço.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reforçou que o Estado tem capacidade de vacinar cerca de 250 mil crianças por dia. Para isso, contou, foram compradas 9 milhões de agulhas e seringas, além de ter treinado profissionais para imunizar os mais novos em 5.200 postos e 268 escolas.

Doria destacou que caso o governo federal tivesse se prontificado em iniciar a vacinação assim que a agência deu aval, em 16 de dezembro, todas as crianças brasileiras já teriam recebido ao menos uma dose. “Um governo que retarda a vacina para crianças por motivos ideológicos é um governo desumano”, declarou.

Primeiro lote 

O primeiro lote com 1,2 milhão de doses da Pfizer, a única vacina autorizada para ser aplicada nesta faixa etária até o momento, chegou ao Brasil na madrugada de quinta-feira (13). A remessa com 1,2 milhão de doses desembarcou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (São Paulo).

A imunização para a faixa etária de 5 a 11 anos deve ter atendimento preferencial ao público com deficiências, comorbidades, indígenas e quilombolas.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

“Vacinação infantil não é uma questão coletiva”, diz o ministro da Saúde ao comentar a obrigatoriedade de imunização de crianças
Uber entra no mercado de ônibus fretados após deixar de entregar comida no Brasil
Deixe seu comentário
Pode te interessar