Terça-feira, 21 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Economia Indústria, atacado e varejo registram variação positiva, na mesma semana, pela primeira vez desde o início da pandemia no RS

Compartilhe esta notícia:

Os dados foram divulgados pela Receita Estadual

Foto: Divulgação
(Foto: Divulgação)

A Receita Estadual divulgou a 18ª edição do Boletim Semanal Sobre os Impactos da Covid-19 nas movimentações econômicas dos contribuintes de ICMS no Rio Grande do Sul. O principal destaque da semana é a variação positiva apresentada pela indústria, atacado e varejo.

Essa foi a primeira vez que as três atividades obtiveram crescimento em uma mesma semana de análise desde o início da pandemia de coronavírus, sempre comparando a períodos equivalentes de 2019.

A indústria registrou variação positiva pela terceira semana consecutiva, com 5,6%. Nas últimas oito semanas, o segmento apurou indicadores positivos em cinco. Além disso, dos 19 setores industriais analisados, 14 apresentaram ganhos e apenas cinco tiveram queda na última semana (18 a 24 de julho).

No acumulado de 16 de março a 24 de julho, a indústria agora tem queda de -10,2%. Os piores desempenhos do período total são dos setores coureiro-calçadista (-53,4%) e veículos (-45,4%), seguidos por metalurgia (-29,2%) e têxteis e confecção (-22,0%).

O atacado teve seu segundo melhor desempenho desde o início da pandemia na última semana, com aumento de 20,2% nas vendas frente ao período equivalente de 2019. A magnitude do crescimento deve-se a operações do setor de insumos agropecuários, possivelmente relacionadas ao aumento das exportações de soja. No período acumulado, os desempenhos mais positivos são do setor de alimentos e de insumos agropecuários, respectivamente de 26,2% e 43,8%. No acumulado, a atividade atacadista apresenta variação positiva de 2,2%.

O varejo também registrou desempenho importante, interrompendo cinco semanas seguidas de variações negativas. A atividade apurou índice de 1,9% nas vendas entre os dias 18 e 24 de julho. Os setores que mais contribuíram para a alta da atividade foram supermercados (20,1%), material de construção (31,5%) e medicamentos (16,1%).

Os setores que apresentaram queda interanual nesta semana foram os varejistas de combustíveis, cosméticos, veículos e vestuário. A queda acumulada no varejo gaúcho desde o início da pandemia é de -12,1%, conforme a Receita Estadual.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

União Europeia alerta para risco de faltar seringas para vacina contra o coronavírus
A primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, está com coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar