Terça-feira, 19 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Economia Indústrias do vestuário do RS lançam campanha para incentivar o consumo de marcas locais

Compartilhe esta notícia:

Atualmente, as 15 mil empresas da cadeia têxtil gaúcha são responsáveis por 23 mil empregos diretos e 38 mil indiretos

Foto: Celina Carvalho/Casa de Criação/Divulgação
Atualmente, as 15 mil empresas da cadeia têxtil gaúcha são responsáveis por 23 mil empregos diretos e 38 mil indiretos. (Foto: Celina Carvalho/Casa de Criação/Divulgação)

O vestuário foi um dos setores da economia mais atingidos em 2020 pela pandemia de coronavírus. De acordo com o Sivergs (Sindicato das Indústrias do Vestuário do Rio Grande do Sul), estima-se que a retração do número de empresas do segmento no Estado foi de aproximadamente 22%.

A rápida descapitalização, falta de matérias-primas e problemas de acesso aos créditos governamentais fez centenas de empresas, a maioria de pequeno e médio porte, encerrarem as atividades, deixando desempregadas pelo menos 1.400 pessoas. Mesmo com um pequeno aumento de 4,9% nas vendas no primeiro trimestre de 2021 na comparação ao mesmo período do ano passado, a entidade que representa o setor está lançando a campanha “A moda que você usa faz o futuro que você quer”, que tem por objetivo estimular o consumo, inclusive on- line, de marcas locais.

“É uma forma de fazer a roda da economia do nosso Estado voltar a girar com força. Ganha a indústria, que faz crescer o seu faturamento, podendo aumentar a produção e empregar mais. Ganha o Estado, que arrecada mais impostos, podendo aplicar mais recursos em saúde, educação, segurança e infraestrutura”, afirmou Silvio Colombo, presidente do Sivergs.

Atualmente, as 15 mil empresas da cadeia têxtil gaúcha são responsáveis por 23 mil empregos diretos e 38 mil indiretos. Destas, apenas 2.535 possuem mais de dez colaboradores.

TAG

Para identificar a origem das roupas fabricadas no RS, a entidade criou uma TAG, que será anexada, inicialmente, nas peças feitas pelas empresas associadas ao sindicato.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Setor de serviços brasileiro tem o segundo mês seguido de alta e cresce 1,2% em maio
Reforma tributária: relator propõe corte de 12,5 pontos no Imposto de Renda das empresas
Deixe seu comentário
Pode te interessar