Sexta-feira, 30 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Partly Cloudy

Economia Inflação para o consumidor acumula alta de 3,45% neste ano

Compartilhe esta notícia:

Em 12 meses, o IPC-S acumula alta de 4,75%

Foto: Divulgação
Em 12 meses, o IPC-S acumula alta de 4,75%. (Foto: Divulgação)

O IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor – Semanal) variou 1,01% no País na segunda semana deste mês, ficando 0,17 ponto percentual abaixo da taxa registrada na semana anterior. Com esse resultado, o indicador acumula alta de 3,45% no ano e de 4,75% nos últimos 12 meses.

Nesta apuração, cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo transportes (0,60% para 0,24%). Nessa classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item gasolina, cuja taxa passou de 1,34% para 0,11%.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos educação, leitura e recreação (5,47% para 4,86%), alimentação (2,27% para 2,11%), habitação (0,43% para 0,36%) e despesas diversas (0,18% para 0,13%). Nessas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens passagem aérea (50,40% para 45,11%), laticínios (3,36% para 2,26%), condomínio residencial (0,26% para 0,15%) e conserto de bicicleta (1,14% para 0,05%).

Em contrapartida, os grupos vestuário (0,10% para 0,13%), comunicação (0,05% para 0,07%) e saúde e cuidados pessoais (0,02% para 0,03%) apresentaram avanço em suas taxas de variação.

Nessas classes de despesa, vale citar os itens roupas (-0,02% para 0,18%), tarifa de telefone residencial (0,78% para 1,20%) e artigos de higiene e cuidado pessoal (-0,17% para 0,06%). Os dados foram divulgados pela FGV (Fundação Getulio Vargas)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

“Infelizmente, existe esse movimento feminista. Muitas mulheres, às vezes, não são nem mulheres”, afirma Robinho
Consumo de frutas, hortaliças e feijão aumenta durante a pandemia de coronavírus no Brasil
Deixe seu comentário
Pode te interessar