Segunda-feira, 10 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Mostly Cloudy / Wind

Mundo Joe Biden anuncia meta para vacinar 70% da população adulta dos Estados Unidos até o dia 4 de julho, feriado da Independência americana

Compartilhe esta notícia:

Apesar da retórica protecionista de Joe Biden, ele está se revelando uma bênção para o comércio global. (Foto: Adam Schultz/The White House)

O presidente americano Joe Biden anunciou, nesta terça-feira (4), uma nova meta de imunização contra a covid-19: vacinar com pelo menos a primeira dose 70% da população adulta dos Estados Unidos até 4 de julho, o feriado da Independência do país.

“As pessoas no país vão celebrar o 4 de julho, mas ninguém tem que esperar chegar essa data para ir se vacinar”, disse o presidente dos Estados Unidos.

Essa não é a primeira meta criada por Biden desde o início de 2021. Anteriormente, ele prometeu aplicar 200 milhões de doses até o fim de abril e conseguiu cumprir. Para conquistar esse novo objetivo, o presidente clama para a população se imunizar.

Atualmente, 56% da população adulta dos Estados Unidos recebeu pelo menos a primeira dose, e 32% as duas doses. Segundo a agência Associated Press, o ritmo atual da imunização é de 965 mil vacinas aplicadas por dia como primeira dose. Esse ritmo seria suficiente para alcançar a meta.

Porém, Biden reconheceu que o ritmo da vacinação diminuiu no país. Nos meses de março e abril, a média de doses aplicadas era de 3 milhões por dia. Ele acredita que algumas pessoas têm achado o processo muito “confuso” e que os mais jovens acreditam estar menos vulneráveis à doença.

“Há milhões de americanos que ainda precisam de algum incentivo para tomarem a vacina”, reconheceu o presidente americano.

Para incentivar as pessoas, o governo vai criar um site ligado que indica às pessoas os locais de vacinação e dá outras informações sobre a imunização. Além disso, vai formar parceria com lojas para incentivar as pessoas que a se vacinarem, com descontos e promoções.

Dificuldade

O presidente Biden reconheceu que será difícil convencer todos os americanos a se vacinarem, no entanto, ele disse que espera que esses indivíduos sejam convencidos a fazê-lo, reconhecendo o risco que representam para os outros se não tomarem a vacina.

“Nós sabemos que vamos chegar a um lugar onde existem os céticos ou as pessoas que simplesmente são, eu não quero dizer preguiçosos, apenas não temos certeza de como chegar onde eles querem ir. Vai ser difícil”, disse Biden respondendo a uma pergunta sobre o quão difícil será a próxima fase no país.

“Nós vamos continuar. E eu acho que no final do dia, a maioria das pessoas ficará convencida ao pensar que o fato de não conseguirem a vacina pode fazer com que outras pessoas adoeçam e talvez morram”, disse o presidente.

Biden afirmou que está além de seu controle pessoal convencer todos os americanos a tomarem a vacina, enquanto o esforço logístico para criar o suprimento da vacina era algo que ele ainda controlava, por isso essa nova fase será mais difícil.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Aumenta número de mortos em protestos na Colômbia
Estados Unidos prometem ao Brasil 20 milhões de dólares em medicamentos para intubação
Deixe seu comentário
Pode te interessar