Sábado, 11 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Cloudy

Brasil Justiça condena o ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo a 20 anos de prisão pelo mensalão tucano

Compartilhe esta notícia:

Azeredo, ex-governador de MG: acusado de desviar R$ 3,5 milhões. (Foto: Divulgação)

O ex-governador de Minas Gerais e ex-deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB) foi condenado, em primeira instância, a 20 anos e dez meses de prisão, em regime inicialmente fechado, pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. A sentença foi proferida nesta quarta-feira (16) pela juíza da 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte, Melissa Pinheiro Costa Lage. Cabe recurso.

Azeredo é o primeiro político do PSDB condenado no esquema do mensalão tucano. Os  crimes foram cometidos durante a campanha para sua reeleição ao governo mineiro, em 1998.  Eleito deputado federal em 2011, Azeredo renunciou ao mandato em fevereiro de 2014, e o plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu, por maioria de votos (oito a um), enviar a ação penal contra ele para a primeira instância da Justiça de Minas. Atualmente, aos 67 anos, o político ocupa o cargo de consultor internacional da Federação das Indústrias de Minas Gerais.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Deputado do PCdoB do Maranhão é o vencedor do prêmio internacional “Racista do Ano”
Morre o ex-deputado estadual Carlos Renan Kurtz
Deixe seu comentário
Pode te interessar