Domingo, 14 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Esporte Liga das Nações de vôlei: brasileiras batem Bulgária e assumem vice-liderança

Compartilhe esta notícia:

Maior pontuadora da seleção no jogo desta sexta, a ponteira Gabi anotou 12 pontos.

Foto: FIVB/Divulgação
Maior pontuadora da seleção no jogo desta sexta, a ponteira Gabi anotou 12 pontos. (Foto: FIVB/Divulgação)

Já classificada à fase final da Liga das Nações Feminina, a seleção brasileira assumiu a vice-liderança da competição nesta sexta-feira (1º) na cidade de Sofia, após superar a Bulgária, dona da casa, por 3 sets a 0 (parciais de 25/21, 25/20 e 25/18). Foi a nona vitória da equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães que busca o título inédito no torneio. As brasileiras voltam a jogar às 10h30min deste sábado (2), contra a Tailândia, no último duelo da terceira fase. A equipe adversária busca se manter na oitava posição, a última que garante vaga na fase final em Ancara (Turquia), entre os dias 13 e 17 de julho.

Maior pontuadora da seleção no jogo desta sexta, a ponteira Gabi anotou 12 pontos, todos no ataque, a e central Júlia Kudiess, foi a segunda melhor, com outros 11 pontos (oito no ataque e três de bloqueio). A capitã Gabi ressaltou a importância da vitória nesta fase da competição e diante da torcida rival.

Jogo

O Brasil começou a partida com Macris, Kisy, Carol, Julia Kudies, Pri Daroit, Gabi e Natinha. Os times trocaram pontos e a Bulgária chegou a abrir dois de vantagem no 11 a 9. No tempo técnico, Zé Roberto reclamou do time estar jogando ainda preso, abaixo do que poderia. O papo parece ter feito efeito. No ace de Kisy, a seleção empatou a partida (12 a 12). Gabi errou o passe no saque de Paskova e o time europeu voltou a abrir dois (15 a 13). O Brasil voltou a ficar na frente do placar em bloqueio de Kisy. Na sequência, Natinha fez uma defesaça, a bola sobrou para Gabi afastada da rede, mas a ponteira achou um ângulo difícil e colocou pela primeira vez o Brasil com dois de vantagem (20 a 18). A seleção se soltou de vez, e Julia Kudies fechou em 25 a 21 o primeiro set.

A seleção começou mais ligada no segundo set. Em boa defesa de Julia Kudies, Kisy empinou para Gabi, que explorou o bloqueio para abrir 4 a 1. Mas o Brasil ligou a máquina de erros. Julia Kudies bateu em cima do bloqueio. Pri Daroit atacou para fora. Gabi fez golpe de vista no saque e a bola caiu dentro. Rapidamente, o time europeu virou para 6 a 5. A seleção colocou os nervos no lugar, acertou a defesa comandada por Natinha, e voltou a fazer valer sua melhor qualidade técnica. No bloqueio de Pri Daroit, fez 15 a 12. Em bonita china de Macris com Carol, a seleção abriu cinco de vantagem (20 a 15). Em bom saque de Roberta, a bola voltou de xeque e mais uma vez Julia Kudies fechou a parcial: 25 a 15.

Carol começou o terceiro set no saque. E criou raízes. Com um ace da meio, o Brasil abriu logo quatro a zero. Com tranquilidade, a seleção foi abrindo cada vez mais vantagem e Zé Roberto colocou Roberta, Lorrayna e Julia Bergmann para jogar. A ponteira fez dois bons ataques e abriu 22 a 16. Julia Kudies, para manter a tradição no jogo, fechou também a terceira parcial, dessa vez por 25 a 18.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Brasil registra 76.045 novos casos de covid e mais 284 mortes
Em Porto Alegre, Luciano Bivar e Sérgio Moro destacam expectativas para as eleições de 2022
Deixe seu comentário
Pode te interessar