Terça-feira, 03 de agosto de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Mais de 25% da população brasileira já tomou ao menos uma dose de imunizante contra o coronavírus

Compartilhe esta notícia:

O Rio Grande do Sul é o Estado que mais aplicou a segunda dose em sua população. (Foto: Maria Krack/PMPA)

Mais de 54,6 milhões de pessoas tomaram a primeira dose de vacinas contra a covid no Brasil. Os dados do consórcio de veículos de imprensa, divulgado às 20h deste domingo (13), apontam 54.607.404 primeiras doses aplicadas, o que corresponde a 25,79% da população.

Já a segunda dose foi aplicada em 23.659.355, o que dá 11,17% da população.

No total, somando a primeira e a segunda doses, 78.266.759 doses da vacina foram aplicadas.

Nas últimas 24 horas, a primeira dose foi aplicada em 173.472 pessoas e a segunda dose em 14.427, com um total de 187.899 doses aplicadas neste intervalo.

A informação é resultado de uma parceria do consórcio de veículos de imprensa, formado por G1, “O Globo”, “Extra”, “O Estado de S.Paulo”, “Folha de S.Paulo” e UOL. Os dados de vacinação passaram a ser acompanhados a partir de 21 de janeiro.

Estados

Total de vacinados, segundo os governos, e o percentual em relação à população do Estado:

— Acre: 1ª dose – 156.828 (17,53%); 2ª dose – 63.688 (7,12%)

— Alagoas: 1ª dose – 823.996 (24,59%); 2ª dose – 298.424 (8,9%)

— Amapá: 1ª dose – 146.907 (17,05%); 2ª dose – 61.445 (7,13%)

— Amazonas: 1ª dose – 898.641 (21,36%); 2ª dose – 497.441 (11,82%)

— Bahia: 1ª dose – 4.053.646 (27,15%); 2ª dose – 1.607.653 (10,77%)

— Ceará: 1ª dose – 2.070.427 (22,54%); 2ª dose – 1.092.163 (11,89%)

— Distrito Federal: 1ª dose – 757.213 (24,78%); 2ª dose – 327.210 (10,71%)

— Espírito Santo: 1ª dose – 1.241.206 (30,54%); 2ª dose – 465.630 (11,46%)

— Goiás: 1ª dose – 1.733.369 (24,37%); 2ª dose – 672.339 (9,45%)

— Maranhão: 1ª dose – 1.682.091 (23,64%); 2ª dose – 562.625 (7,91%)

— Mato Grosso: 1ª dose – 728.565 (20,66%); 2ª dose – 297.191 (8,43%)

— Mato Grosso do Sul: 1ª dose – 1.008.182 (35,89%); 2ª dose – 388.825 (13,84%)

— Minas Gerais: 1ª dose – 5.374.898 (25,24%); 2ª dose – 2.531.714 (11,89%)

— Pará: 1ª dose – 1.611.901 (18,55%); 2ª dose – 792.678 (9,12%)

— Paraíba: 1ª dose – 976.904 (24,19%); 2ª dose – 463.566 (11,48%)

— Paraná: 1ª dose – 3.182.830 (27,64%); 2ª dose – 1.260.170 (10,94%)

— Pernambuco: 1ª dose – 2.394.465 (24,9%); 2ª dose – 997.025 (10,37%)

— Piauí: 1ª dose – 729.435 (22,23%); 2ª dose – 304.779 (9,29%)

— Rio de Janeiro: 1ª dose – 3.696.776 (21,29%); 2ª dose – 1.695.133 (9,76%)

— Rio Grande do Norte: 1ª dose – 848.333 (24%); 2ª dose – 386.906 (10,95%)

— Rio Grande do Sul : 1ª dose – 3.716.353 (32,53%); 2ª dose – 1.625.010 (14,23%)

— Rondônia: 1ª dose – 338.017 (18,82%); 2ª dose – 139.785 (7,78%)

— Roraima: 1ª dose – 110.816 (17,56%); 2ª dose – 63.034 (9,99%)

— Santa Catarina: 1ª dose – 2.045.370 (28,2%); 2ª dose – 762.426 (10,51%)

— São Paulo: 1ª dose – 13.379.580 (28,9%); 2ª dose – 5.954.679 (12,86%)

— Sergipe: 1ª dose – 584.506 (25,21%); 2ª dose – 210.694 (9,09%)

— Tocantins: 1ª dose – 316.149 (19,88%); 2ª dose – 137.122 (8,62%).

Casos e óbitos

O Brasil registrou 1.118 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando neste domingo 487.476 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.997. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +8% e indica tendência de estabilidade nos óbitos decorrentes do vírus.

É o 25º dia seguido de estabilidade na comparação com duas semanas atrás. Isso significa que o ritmo atual das mortes por covid tem se assemelhado mais a um platô do que a uma queda ou a um aumento na curva, e isso em patamar bastante elevado.

São agora 34 dias com a média de mortes abaixo da marca de 2 mil. De 17 de março até 10 de maio, foram 55 dias seguidos com essa média acima de 2 mil. No pior momento desse período, a média chegou ao recorde de 3.125, no dia 12 de abril.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 17.413.996 brasileiros já tiveram ou têm o coronavírus, com 36.998 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 66.842 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de +10% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade também nos diagnósticos.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Brasil registra média móvel de 1.997 mortes por coronavírus na última semana
Morre Carlos Langoni, ex-presidente do Banco Central, por complicações do coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar