Quinta-feira, 02 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair / Wind

CAD1 Mais de 600 praças de Porto Alegre vão ser revitalizadas; verba é de R$ 24,8 milhões

Além da manutenção de passeios públicos, também serão instalados brinquedos e academias ao ar livre nas praças e parques da Capital (Foto: Banco de dados/O Sul)

Mais de 600 praças e parques de Porto Alegre passarão por manutenção no próximo ano. A verba para os serviços é de R$ 24,8 milhões, conforme o contrato assinado na manhã desta terça-feira (3) pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior. Trata-se da maior verba já destinada a obras de conservação de praças públicas na capital. A assinatura ocorreu no Salão Nobre do Paço Municipal. Porto Alegre possui 667 praças, sendo 71 adotadas, e nove parques, três deles também sob a gestão da iniciativa privada.

Antes feita por servidores, agora a manutenção será de responsabilidade de uma empresa terceirizada e fiscalizada pela prefeitura e a população. A vencedora da licitação, Ecsam Serviços Ambientais, já foi fornecedora do município no contrato de 2018, no valor de R$ 1,5 milhão. Nesta nova etapa, os serviços compreenderão conservação de passeios e pavimentos, tais como pisos de pedra portuguesa, conserto e instalação de novos equipamentos, como brinquedos, aparelhos de ginástica e academia ao ar livre, e manutenção de quadras esportivas.

Segundo o secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário, o objetivo é realizar a manutenção de todas as praças em até um ano. “Este contrato é histórico para a cidade porque teremos uma empresa responsável pela manutenção permanente, ao longo de 12 meses, dos equipamentos das nossas praças e parques. Hoje, nós temos um contrato robusto que nos dá a perspectiva de intervenções em centenas de praças e parques”, diz o Rosário.

Serviços monitorados

Outros diferenciais em relação a contratos anteriores é que o pagamento será feito por produtividade: as equipes e veículos rastreados por GPS e um sistema desenvolvido pela Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa) acompanhará os serviços em tempo real. “É uma mudança de paradigma, no qual a máquina pública planeja, faz contratos com terceirizados e fiscaliza”, afirma Marchezan.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de CAD1

Entrevista exclusiva: Roberto Melo afirma que mesmo com vantagem, Inter entrará para ganhar
Bolsonaro pede ao Ministério da Educação um projeto de lei para proibir a “ideologia de gênero”
Deixe seu comentário
Pode te interessar