Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Variedades Miss Brasil que se disse rejeitada por concurso já falou sobre favela e violência em reality show mexicano

Compartilhe esta notícia:

Julia Gama, que ficou 2º lugar no Miss Universo, foi escolhida para o primeiro VIP de "La casa de los famosos". (Foto: Reprodução/Instagram)

No elenco do reality show “La casa de los famosos”, espécie de “BBB” mexicano, a ex-Miss Brasil Julia Gama foi escolhida pelo líder da semana, o ator mexicano Rafael Nieves, para o primeiro time VIP da casa.

Na primeira semana do programa, ela já falou sobre estereótipos quando se fala de violência no Brasil e da diversidade cultural das favelas. Na época da escalação do “BBB 22”, o nome dela surgiu como cotado.

Não é a primeira vez que a gaúcha comenta sobre temas mais profundos. Em 2021, quando passaria sua faixa para a sucessora, Julia disse que foi desconvidada pela organização do evento por conta de posicionamento político crítico ao governo de Jair Bolsonaro. Ela já fez posts falando mal do presidente e, no Sete de Setembro de 2021, publicou um vídeo falando de negacionismo, entre outros assuntos.

Na ocasião, os organizadores do Miss Brasil disseram que Julia teria descumprido cláusulas do contrato com a empresa ao não “zelar pela imagem do concurso nacional e internacional e pelo título”.

Nova miss

Giovanna Reis, de apenas 21 anos, é a nova Miss Brasil. Ela disputou o título com 26 candidatas. Natural de Cascavel, no Paraná, a jovem é estudante de Design de Interiores e trabalha como modelo. Agora, ela embarca em julho para a Polônia, onde irá representar o País na etapa mundial do concurso.

“Estou muito feliz e animada com essa oportunidade. Vou dar o meu melhor para trazer a coroa ao Brasil”, disse Giovanna após a coroação.

A vice-campeã foi a Miss Rio Grande do Sul, Larissa Grabin, seguida pela Miss Tocantins, Anna Perillo, em terceiro.

A premiação ocorreu na cidade catarinense de Balneário Camboriú. Durante o confinamento, realizado no Sibara Hotel, Giovanna se descreveu da seguinte maneira: “Eu sou arte em constante transformação. Eu uso a beleza, a alegria e o amor pela natureza, para inspirar a intensidade na vida das pessoas”.

A Miss Mato Grosso, a maquiadora Isabelle Castro, primeira mulher transgênero a disputar uma etapa da franquia, ficou no top 12. Ao lado dela, foram também semifinalistas as representantes do Acre, Bahia, Grande Curitiba, Minas Gerais e Zona da Mata Mineira.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Vitão diz que trocou maconha por leitura: “Superdifícil, mas estou conseguindo”
Zeca Pagodinho mostra seu look para dia frio de outono no Rio: “Tomando canjica”
Deixe seu comentário
Pode te interessar