Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Fair

Brasil Moro nega que tenha ordenado a destruição de mensagens hackeadas

Estratégia é aprovar sem emendas o texto chancelado pelo grupo de trabalho, que deu preferência para texto sugerido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes. (Foto: Fabio Rodrigues/Agência Brasil)

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, enviou um documento ao ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), alegando que não ordenou a destruição das mensagens de autoridades obtidas por hackers. Ainda de acordo com o ministro, o material apreendido está vinculado ao inquérito da Polícia Federal, no qual ele não tem acesso. O ministro afirmou que tratou-se de um mal entendido.

O material obtido faz parte da Operação Spoofing, que já prendeu temporariamente quatro suspeitos de invadir os celulares de autoridades. A informação de que Moro teria dito que as mensagens seriam descartadas ‘para não devassar a intimidade de ninguém’ foi divulgada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha. A ação fez com que a Polícia Federal se manifestasse e reiterasse que preservaria qualquer conteúdo das mensagens.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Já temos os rostos e as vozes dos personagens do live-action de “A Dama e o Vagabundo”!
RS registra menor número de homicídios para o mês de julho em nove anos
Deixe seu comentário
Pode te interessar