Segunda-feira, 10 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Mostly Cloudy / Wind

Brasil Mortes em creche de Saudades, SC: veja quem são as vítimas

Compartilhe esta notícia:

Keli Adriane Aniecevski e Mirla Renner morreram em uma escola infantil de Saudades (SC), após um ataque à faca nesta terça-feira (4).

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Keli Adriane Aniecevski e Mirla Renner morreram em uma escola infantil de Saudades (SC), após um ataque à faca nesta terça-feira (4). (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Três crianças e duas funcionárias de uma creche foram assassinadas na manhã desta terça-feira (4) em Saudades, no Oeste catarinense, durante um ataque a uma escola de educação infantil. A Polícia Civil confirmou os nomes dos alunos que foram mortos.

Veja quem são as vítimas:

Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos, professora
Mirla Amanda Renner Costa, de 20 anos, agente educacional na escola
Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses
Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses
Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses
Outra criança, de 1 ano e 8 meses, também ficou ferida e precisou passar por cirurgia.

O assassino, segundo a polícia, é Fabiano Kipper Mai, um jovem de 18 anos que foi à creche armado com um facão. Após os assassinatos, ele golpeou o próprio corpo e foi detido pela polícia, mas precisou ser hospitalizado. Devido aos ferimentos, foi levado ao Hospital de Pinhalzinho. Depois, por questão de segurança, transferido para outra casa de saúde.

Na casa dele, a polícia encontrou R$ 11 mil em espécie e duas embalagens de facas novas. A polícia apurou que trata-se de um jovem quieto, com poucos amigos, que gostava de ficar no computador: gostava de jogos online e tinha histórico de maus tratos a animais. Outra informação é que sofria bullying na escola onde estudava.

Perfil das vítimas

A professora Keli Adriane Aniecevski trabalhava na creche havia cerca de 10 anos, conforme Silvane Elfel, prima dela. “Ela era uma pessoa alegre, sempre disposta, simpática, carismática sempre, ajudando o próximo quando ela podia. Então, assim, é uma tristeza que eu não sei explicar, eu não tenho explicação para isso”, disse a prima da professora.

A outra funcionária morta era estudante da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina). Mirla Amanda Renner Costa cursava o quarto semestre da graduação em engenharia química no Centro de Educação Superior do Oeste, em Pinhalzinho, cidade vizinha a Saudades.

A universidade decretou luto de três dias por causa da morte dela. Segundo a instituição, Mirla já trabalhava na creche antes de entrar para a faculdade. Conforme a nota da Udesc, Mirla era “muito querida pelos alunos da turma de engenharia química”.

De acordo com o assessor jurídico de Saudades, Luiz Fernando Kreutz, Mirla chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu.

O que se sabe sobre o crime

  • Um jovem de 18 anos entrou na escola Aquarela com um facão;
  • A creche fica na cidade de Saudades (SC) e atende crianças de 6 meses a 2 anos;
  • O ataque deixou cinco mortos: três crianças e duas funcionárias
  • O assassino foi preso e levado a um hospital após dar golpes contra o próprio corpo;
  • Na casa do assassino, a polícia encontrou R$ 11 mil e duas embalagens de facas novas;
  • Uma criança de 1 ano e 8 meses passou por cirurgia e está na UTI;
  • A secretária municipal de Educação, Gisela Hermann, afirmou que as cenas no local eram de terror.

Saudades tem 9,8 mil habitantes e fica a cerca de 70 quilômetros de Chapecó, a maior cidade do Oeste catarinense, e a 600 quilômetros de Florianópolis.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Bula da cloroquina, alertas ignorados e divergências com Bolsonaro: o que ex-ministro Mandetta disse na CPI da Covid
Adesão ao ensino presencial em Porto Alegre já atinge 70% da rede
Deixe seu comentário
Pode te interessar