Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre

Rio Grande do Sul Ainda sem data de retorno das aulas presenciais nas escolas gaúchas, o governador do Estado lançou uma consulta pública sobre o assunto

Compartilhe esta notícia:

Devido à pandemia de coronavírus, as atividades escolares ocorrem de forma remota

Foto: Agência Brasil
Sugestões para a retomada serão recebidas até o dia 12. (Foto: Agência Brasil)

Durante transmissão pela internet nesta quinta-feira (2), o governador Eduardo Leite voltou a dizer que ainda não há uma previsão de retomada das aulas presenciais no Rio Grande do Sul, devido à pandemia de coronavírus. “Certamente, isso será feito por etapas”, ressaltou, ao lançar uma consulta pública sobre o tema por parte de entidades ligadas à educação, saúde e assistência social.

A fim de receber sugestões sobre a melhor forma de estruturar esse retorno tanto nas escolas públicas quanto nas particulares, um formulário on-line com questões relacionadas ao tema já começou a ser enviado para mais de 1,5 mil entidades. As sugestões serão recebidas até o dia 12 deste mês.

Ainda de acordo com a fala do governador, as entidades opinarão, por exemplo, sobre qual grupo de alunos deve retornar primeiro às salas de aula: “É possível conciliar agenda firme com diálogo, abertura e construção com a sociedade”.

Atualmente, as atividades escolares ocorrem de forma remota. Um plano apresentado pelo governo gaúcho em maio previa a retomada das aulas presenciais em julho.

“Chegamos a anunciar um modelo para o retorno gradual, mas é evidente que, diante do momento crítico que estamos vivendo, não haverá aulas presenciais neste momento. Mas, se o agravamento da pandemia gerou a necessidade de suspendermos o que inicialmente havíamos proposto, também nos trouxe uma oportunidade para aprimorarmos a proposta”, acrescentou.

“É muita gente envolvida e, evidentemente, devemos ter todo o cuidado, porque significa uma grande circulação de pessoas nos deslocamentos e, em grande parte do tempo, que ficarão juntas e em ambientes quase ou fechados. Mas, de outro lado, temos a preocupação porque estamos falando da formação dos adultos que queremos, do futuro das gerações”, destacou Leite.

O secretário da Educação do Rio Grande do Sul, Faisal Karam, destacou que algumas entidades já vinham sendo ouvidas nesse processo de construção, mas, agora, a consulta está sendo estruturada e amplificada. “É um momento fantástico que o governo está proporcionando a toda a sociedade, afinal, são entidades que representam diferentes setores e olhares, e tenho certeza que estamos dando um passo importante, um grande avanço”, afirmou.

Testes

Na live, Leite também prometeu aumentar para 3 mil por dia o número de testes laboratoriais para detectar a Covid-19 no RS e investir no rastreamento do contágio da doença.

Após destacar o aumento dos casos da doença no Estado, o governador finalizou a live desta quinta repetindo: “Quem puder, por favor, fique em casa!”

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Governo federal prevê encerrar este ano com rombo de R$ 828 bilhões nas contas públicas
Drone que transportava droga e celular para a Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas é apreendido
Deixe seu comentário
Pode te interessar