Sexta-feira, 23 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Ciência Nasa busca solução para astronautas lavarem roupa no espaço

Compartilhe esta notícia:

Astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional. (Foto: Divulgação/Nasa)

Já se perguntou como os astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional lavam a roupa? Eles não lavam, na verdade, e a Nasa (Agência Aeroespacial dos Estados Unidos) está trabalhando duro para resolver esta que é uma das tarefas mais espinhosas no espaço.

A Nasa está planejando realizar uma série de experimentos usando detergentes da Procter and Gamble desenvolvidos especialmente para encontrar uma solução de longo prazo para o problema, disse a gigante norte-americana de produtos para o consumidor na terça-feira.

Devido à natureza vital da água nas missões espaciais, os astronautas simplesmente jogam fora as roupas usadas, tranquilizados por saber que elas se desintegrarão ao reentrarem na atmosfera.

Como resultado, a Nasa envia cerca de 72,5 quilos de roupas por tripulante à estação por ano.

No longo prazo, como a agência dos Estados Unidos e a empresa Space X ambicionam missões tripuladas a Marte, é preciso haver uma solução mais sustentável.

Batizados de Nasa Tide, nome semelhante ao principal detergente em pó da P&G, os primeiros testes do novo detergente para avaliar os efeitos da microgravidade e da radiação acontecerão em um voo de carga à Estação Especial no ano que vem e, subsequentemente, na própria estação.

A P&G também enviará algum equipamento adicional de tratamento e análise de imagens, embora a EEI tenha a maior parte do equipamento necessário para os testes.

Experimentos idênticos serão realizados na Terra ao mesmo tempo usando os mesmos materiais para estudar as diferenças, disse a P&G.

Oitavo voo

A Nasa anunciou que o helicóptero experimental Ingenuity completou com sucesso seu oitavo voo na superfície de Marte, viajando mais longe do que seus engenheiros acreditavam ser possível.

Durante o teste o helicóptero ficou no ar por 77,4 segundos, voou 160 metros e pousou a 133,5 metros de distância de seu companheiro, o rover Perseverance.

O Ingenuity foi originalmente desenvolvido como uma “demonstração de tecnologia”: o plano inicial incluía apenas cinco voos, com o objetivo de provar que uma aeronave a rotor pode voar em Marte e quais os limites disso.

Mas como a aeronave estava em bom estado após os cinco voos, a equipe decidiu estender sua missão. “Como o Ingenuity permanece em excelentes condições, planejamos usá-lo em benefício de plataformas aéreas futuras, ao mesmo tempo em que priorizamos e avançamos os objetivos científicos de curto prazo do rover Perseverance”, disse o engenheiro-chefe Bob Balaram, do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa.

Com isso, o helicóptero entra em uma nova “fase” de sua vida. “Esta nova demonstração de operações nos dá a oportunidade de expandir ainda mais nosso conhecimento sobre máquinas voadoras em outros planetas”, disse Balaram.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Ciência

Queda de cabelo: conheça as dicas para evitar o problema especialmente no inverno
Quedas de idosos estão entre as principais ocorrências atendidas no Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar