Sábado, 22 de janeiro de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Geral Nubank define preço de 9 dólares para ação em abertura de capital e se torna o maior banco da América Latina

Compartilhe esta notícia:

Empresa digital acaba de ingressar na Bolsa de Valores de Nova York. (Foto: Divulgação)

O Nubank fincou a bandeira na Bolsa e virou a instituição financeira mais valiosa na América Latina. A fintech definiu nesta quarta-feira (8), o preço de sua ação na oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) em US$ 9. A esse valor, o banco estreará amanhã na Bolsa de Nova York (Nyse) e na brasileira, a B3, valendo US$ 41,7 bilhões logo partida – ou R$ 233 bilhões, considerada a taxa de câmbio a R$ 5,60.

Com essa avaliação, a fintech ultrapassa o valor de mercado do Itaú Unibanco, de R$ 213 bilhões na B3. Ainda no mercado local, o Bradesco tem um valor de mercado de R$ 188 bilhões. A seguir vêm Santander (R$ 125 bilhões) e o Banco do Brasil (R$ 93 bilhões). O também banco digital Inter, por sua vez, vale atualmente R$ 32 bilhões.

Na oferta, o banco do cartão roxo arrecadou US$ 2,6 bilhões, considerado apenas o lote principal de papéis. O dinheiro que será utilizado, por exemplo, para gastos com capital de giro e despesas operacionais, segundo aponta a instituição no prospecto da operação. Fora isso, os recursos levantados poderão ser utilizados em investimentos e aquisições.

A estreia da instituição financeira, na Nyse e B3, ocorrerá nesta quinta-feira, 9. O código de negociação escolhido foi “NU”. Por aqui, o papel que será negociado será uma BDR, que é um certificado de uma ação listada fora. Isso ocorrerá porque a bolsa dos Estados Unidos será o mercado primário da fintech. No Brasil, o código será “NUBR33”.

Apesar de ser uma das ofertas de 2021 mais aguardadas em todo o mundo, o Nubank não atravessou ileso à maior volatilidade do mercado, situação piorada com a variante Ômicron provocando ainda mais dúvidas sobre o crescimento da economia global em 2022.

Passando pela tempestade

Além de ter cortado suas ambições de preço (que inicialmente iam até US$ 11), o Nubank costurou com um grupo de fundos globais uma intenção de investimento no IPO, que somou US$ 1,3 bilhão, o que ajudou para que a instituição financeira conseguisse driblar a alta volatilidade do mercado nas últimas semanas.

Além da oferta ter sido acompanhada de perto pelos grandes bancos brasileiros, os digitais globais também olharam todo o processo com uma lupa, já que a leitura é de que essa oferta servirá como base para outros IPOs do setor que já estão na fila para vir a mercado, entre elas Ebanx e Hotmart.

Foram coordenadores da oferta os gigantes Morgan Stanley, Goldman Sachs e Citi, além do próprio Nubank, por meio de seu braço de investimentos, o Nu Invest.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Prédios desabam em Belo Horizonte; bebê de 1 ano e 8 meses e homem morrem
Treinamento do Exército brasileiro com tropas americanas tem blindados e munições reais
Deixe seu comentário
Pode te interessar