Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

Saúde Brasil registra 376 novas mortes por coronavírus em 24 horas; total é de 168.989

Compartilhe esta notícia:

País soma o total de 168.989 óbitos pela doença.

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Pesquisa foi feita online com mais de 900 brasileiros que tiveram diagnóstico de covid-19 confirmado. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil registrou, nas últimas 24 horas, 376 novas mortes por coronavírus, somando um total de 168.989 óbitos pela doença. No mesmo período, foram confirmados 32.622 novas infecções. Ao todo, o País contabiliza 6.052.786 diagnósticos positivos de coronavírus.

As informações foram divulgadas pela na noite deste sábado (21).

Já o consórcio de veículos de imprensa apurou que o Brasil registrou 354 novas mortes por conta do coronavírus nas últimas 24 horas, atingindo um total de 169.016 óbitos desde o início da pandemia. Foram 478 mortes em média nos últimos sete dias.

O consórcio ainda investigou, no mesmo período, mais 34.538 casos no País, cujo total de diagnósticos positivos de Covid-19 subiu para 6.052.143.

Vacinas contra a Covid – O Ministério da Saúde anunciou a primeira parte do Plano de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19. O documento relaciona os dez eixos prioritários que vão guiar a campanha de vacinação dos brasileiros, a fim de reduzir a morbidade e mortalidade pela doença, além de diminuir a transmissão do vírus entre as pessoas.

O objetivo é imunizar, tão logo uma vacina segura seja disponibilizada, os grupos com maior risco de desenvolver complicações e óbitos pela doença e as populações mais expostas ao vírus.

Ao apresentar o Plano, o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, reforçou que o público-alvo será detalhado apenas após a conclusão dos estudos de fase 3 dos imunizantes testados. “Só assim conseguiremos avaliar em quais grupos (a vacina) teve maior eficácia”, afirmou.

O documento foi elaborado no âmbito da Câmara Técnica Assessora em Imunizações e Doenças Transmissíveis, em parceria com instituições que auxiliaram na definição dos grupos de risco, estratégia de vacinação, atualização os estudos sobre a doença, entre outros.

Bolsonaro sobre pandemia

O presidente Jair Bolsonaro, numa mensagem promocional gravada aos demais líderes do G-20, afirmou que o “tempo provou” que o caminho adotado pelo Brasil para lidar com a pandemia da Covid-19 era o correto.

“Neste ano, enfrentamos desafios sem precedentes na história recente”, disse Bolsonaro. “A cooperação no âmbito do G-20 é essencial para superarmos a pandemia da Covid-19 e retomarmos o caminho da recuperação econômica e social.”

Em sua breve fala, o presidente não reservou nenhuma mensagem sobre as vítimas da doença e nem sobre a insistência em promover tratamentos sem comprovação científica.

“Desde o início ressaltamos que era preciso cuidar da saúde e da economia, simultaneamente. O tempo vem provando que estávamos certos. Devemos manter o firme compromisso para trabalhar pelo crescimento econômico e a liberdade de nossos povos e a prosperidade do mundo”, completou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Rio Grande do Sul perde 6.487 pessoas para o coronavírus desde o início da pandemia. Nas últimas 24h foram 40 mortes pela doença
Mega-Sena: Aposta de Ribeirão Preto ganha sozinha mais de R$ 76 milhões
Deixe seu comentário
Pode te interessar