Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

Brasil O Brasil tem mais de 106 mil mortes por coronavírus e o número de casos confirmados passa de 3 milhões e 200 mil

Compartilhe esta notícia:

Em 24 horas, foram registrados 1.060 novos óbitos no Brasil. (Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado)

O Brasil chegou a 106.523 mortes pela Covid-19, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta sexta-feira (14). Em 24 horas, foram registrados 1.060 novos óbitos pelas secretarias estaduais de saúde. Na quinta-feira (13), o sistema da pasta marcava 105.463 falecimentos em decorrência da pandemia.

A soma de casos acumulados foi de 3.275.520. Entre a quinta e esta sexta-feira, foram notificadas 50.644 novas infecções. Na quinta-feira, o sistema do Ministério da Saúde contabilizava 3.224.876 pessoas com a Covid-19.

Pela atualização diária da pasta, a letalidade (mortes entre o total de infectados) da doença foi de 3,3%. Já a mortalidade (falecimentos em relação à população) ficou em 50,7 e a incidência (casos de Covid-19 em proporção à população) atingiu 1558,7.

Os dados indicam também que 784.695 pacientes estão, neste momento, em acompanhamento. Outros 2.384.302 já se recuperaram.

Na distribuição geográfica do número de mortes, o ranking de regiões é liderado pelo Sudeste (47.912), seguido por Nordeste (31.896), Norte (12.933), Centro-0este (7.097) e Sul (6.985).

Já os Estados com mais óbitos incluem São Paulo (26.613), Rio de Janeiro (14.507), Ceará (8.123) Pernambuco (7.111) e Pará (5.924).

O total de casos e mortes pode ser maior devido à atualização constante das secretarias de Saúde dos Estados e municípios.

Na manhã de quinta-feira (13), o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, participou de uma reunião virtual com representantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), na qual apresentou as medidas que vêm sendo adotadas pelo Brasil e destacou que a prioridade é preservar vidas.

Durante a videoconferência – conduzida pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom –, Pazuello fez um balanço da doença no País e ressaltou o alto número de pessoas curadas. “Até o final do dia de ontem [quarta-feira], o Brasil contabilizava 2.309.477 casos recuperados de Covid-19. Estamos entre os líderes mundiais em pacientes recuperados, o que evidencia o acerto das ações do governo brasileiro em resposta à pandemia”, disse.

O ministro interino falou sobre os investimentos feitos para conter o vírus. Segundo ele, a pasta entregou 9.899 ventiladores pulmonares para todo o Brasil, habilitou 11.827 leitos de UTI e adquiriu 241 milhões de unidades de equipamentos de proteção individual. “Além dos R$ 140 bilhões destinados ao nosso Sistema Único de Saúde (SUS), desde o início da pandemia, já destinamos mais de R$ 42 bilhões de reais exclusivamente ao reforço no combate à Covid-19”, declarou.

Pazuello ainda falou sobre o acordo para adquirir 100 milhões de doses da vacina produzida pelo laboratório AstraZeneca e a Universidade de Oxford. “Nosso país conta com importante capacidade produtiva e com o maior sistema público do mundo de imunização. O Brasil deve e vai contribuir para encontrar a cura para essa pandemia”, afirmou. As informações são da Agência Brasil e do Ministério da Saúde.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

O Brasil pode zerar o imposto do etanol dos Estados Unidos se o do açúcar brasileiro também for anulado
Agricultores já estão vendendo a soja que só vai ser colhida em 2022
Deixe seu comentário
Pode te interessar