Segunda-feira, 01 de Março de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
29°
Mostly Cloudy

Rio Grande do Sul O governo gaúcho entregou 53 viaturas semiblindadas para a Brigada Militar e mais quatro ambulâncias aos Bombeiros

Compartilhe esta notícia:

Nos próximos meses, os órgãos de segurança pública do Estado devem receber mais 123 veículos com proteção balística. (Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini)

Com investimento de quase R$ 12 milhões, o governo do Estado entregou nesta quarta-feira (20) quatro ambulâncias para o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul (CBMRS) e 53 caminhonetes Toyota Hilux semiblindadas para a Brigada Militar (BM). Trata-se da primeira aquisição, pelo Executivo gaúcho, de viaturas com proteção balística para a corporação.

O lote foi recebido oficialmente em uma cerimônia no estacionamento do parque Marinha do Brasil (bairro Praia de Belas), em Porto Alegre, com as presenças do governador Eduardo Leite e de seu vice, Ranolfo Vieira Júnior, que acumula o cargo de secretário da Segurança Pública.

No começo deste mês, a Polícia Civil também recebeu veículos com essa proteção – 45 utilitários modelo Renault Duster. Conforme o Palácio Piratini, ambos os casos se encaixam em uma das estratégias do programa “RS Seguro”: o investimento qualificado em veículos dotados de escudo balístico para uso em operações especiais e rotinas de policiamento.

“Por determinação do governo, a tecnologia que qualifica o suporte de proteção aos policiais será padrão em todas as aquisições futuras”, garante a Secretaria da Segurança Pública. “Desta vez, a prioridade foram os municípios da Região Metropolitana. Em seguida entregaremos outras 70 viaturas para o Interior. Além disso, estamos incorporando novos servidores.”

Além das 45 viaturas da Polícia Civil e das 53 da BM já em circulação, nos próximos meses a SSP planeja entregar ao menos 123 viaturas semiblindadas, elevando o investimento total para R$ 35,2 milhões.

A Brigada Militar deve receber 103 Dusters, com recursos de emenda de bancada federal, no total de R$ 14,1 milhões (sendo R$ 12,7 milhões de repasse da União e R$ 1,4 milhão em contrapartida financeira do Estado). Com recursos de transferência do FNSP para o Fesp, R$ 4 milhões vão custear 20 picapes Hilux para a Polícia Civil.

Detalhamento

Cada uma das 53 viaturas tem valor de R$ 204,5 mil, totalizando R$ 10,8 milhões em recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) transferidos para o Fundo Especial de Segurança Pública do Rio Grande do Sul (Fesp).

As ambulâncias foram adquiridas com verba própria do Fesp, por R$ 910 mil, sendo o valor unitário de R$ 227,5 mil. Os veículos de resgate seguirão para pelotões nas cidades de Novo Hamburgo, São Leopoldo, Alvorada e Cachoeirinha, priorizados pelo programa RS Seguro.

A tecnologia de blindagem nas camionetas da BM é a mesma instalada nas Dusters já entregues à Polícia Civil. São utilizadas na carroceria uma manta com nove camadas de tecido em fibra-de-aramida, mais leve que o aço e com capacidade de resistência quatro vezes maior. A proteção instalada é de Nível 3-A, que suporta disparos de todos os tipos de arma de mão, como pistolas.

O sistema de aplicação utiliza somente peças inteiras de manta, moldadas exatamente de acordo com a área a ser coberta. O mesmo é feito nas partes que recebem reforço em aço, com peças estampadas no formato idêntico ao do desenho de projeto das montadoras, o que facilita a instalação e qualifica o nível de proteção ao eliminar a necessidade de emendas.

Nos vidros, a blindagem é composta pela sobreposição de materiais para assegurar a resistência balística padrão: são três camadas de vidro, intercaladas com uma de aço, duas de película plástica PVB (polivinil butiral), além de selante de poliuretano (PU) e uma última de plástico policarbonato.

Para cada uma das unidades adaptadas, é emitido um certificado de blindagem do Exército, vinculado ao chassi do carro, garantindo a rastreabilidade do material de uso restrito. Além disso, foram realizados testes de resistência a disparos em um laboratório preparado para atender aos critérios estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

O coronavírus já infectou mais de 516 mil gaúchos. Casos fatais da Covid totalizam 10.123
“Vivemos o melhor momento da segurança pública em 20 anos”, avalia o presidente da Associação de Delegados do Rio Grande do Sul
Deixe seu comentário
Pode te interessar