Segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Showers in the Vicinity

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Esporte “O Halo salvou a vida de Hamilton”, diz chefe da Mercedes após acidente na Fórmula 1

Compartilhe esta notícia:

Halo conteve impacto do pneu da RBR sobre a cabeça de Lewis Hamilton no GP da Itália. (Foto: Divulgação)

Odiado pelos fãs da Fórmula 1 ao ser introduzido como dispositivo de proteção da cabeça, o Halo novamente cumpriu seu importante papel de evitar lesões durante um acidente, desta vez na colisão entre Lewis Hamilton e Max Verstappen no GP da Itália, neste domingo (12), em Monza.

Após a dupla bater na primeira curva do circuito, o carro de Verstappen decolou ao passar pela zebra e aterrissou em cima da Mercedes do rival. A peça evitou que a roda traseira direita da RBR do holandês caísse em cima da cabeça de Lewis. Para Toto Wolff, chefe da Mercedes, o Halo salvou a vida do heptacampeão.

“O Halo definitivamente salvou a vida de Lewis hoje. Teria sido um acidente horrível no qual não quero nem pensar se não tivéssemos o Halo”, desabafa o chefe da Mercedes.

Ao dividirem a primeira curva, o carro da RBR passou por cima das lombadas e acabou subindo na Mercedes do britânico, jogando a dupla para fora da pista e decretando fim de prova para ambos. Wolff afirma que os pilotos precisam deixar espaço um para o outro antes que este tipo de acidente possa machucar um dos dois.

“Ambos precisam deixar espaço um para outro, disputar com firmeza mas evitar acidentes. Foi divertido até agora, mas já vimos o Halo salvar a vida do Hamilton hoje e o impacto forte do Max em Silverstone, e nós não queremos uma situação em que alguém se machuque seriamente.”

Christian Horner, chefe da RBR, ressaltou a importância do Halo.Foi um acidente bizarro. Você vê que o carro do Max subiu na Mercedes. Acho que sem o Halo, não haveria proteção para o peso da roda, que caria diretamente em cima do Lewis. Então mais uma vez o Halo demonstrou, como em Silverstone, o seu propósito na F1.”

O presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt, também elogiou o dispositivo. “O Halo foi novamente importante”, disse.

O choque ocorreu quando o britânico deixava o pitlane após sua primeira parada, na metade da prova e, após contornar primeira curva no Circuito de Monza, viu o carro do rival subir no seu em uma dividida pelo sétimo posto. Para o heptacampeão, não resta dúvidas: a responsabilidade do lance foi de Verstappen.

“Eu estava correndo o mais rápido que podia e finalmente consegui ultrapassar Lando. Estava na liderança, então me mandaram para o pit stop, que foi lento. Perdemos alguns segundos. Quando saí, vi que Max estava vindo, fiz questão de deixar um espaço da largura do carro para ele. Contornei a curva 1 na frente, indo para a curva 2. Então, de repente, ele estava em cima de mim”, relatou Hamilton.

Verstappen, que vinha atrás de Lando Norris na 26ª volta na reta principal, encontrou-se com Hamilton, que surgiu em sua frente após deixar o pit lane. Ao dividirem a primeira curva, porém, o carro da RBR passou por cima das lombadas e subiu na Mercedes do britânico, jogando a dupla para fora da pista e decretando fim de prova para ambos. Após o choque, o holandês reclamou pelo rádio que o rival não lhe deixou espaço.

Na largada, o heptacampeão havia tentado atacar o piloto da RBR pelo segundo lugar depois de superar Norris, mas cedeu espaço quando Verstappen espalhou o carro. Hamilton escapou da pista, perdendo um tempo precioso que o fez voltar para a quarta colocação. O britânico, que revelou sentir dores leves no pescoço, fez questão de lembrar do lance:

“Eu estava exatamente na mesma posição (do início da prova), mas cedi na ocasião. Ele não queria ceder hoje. Ele sabia, quando eu estava entrando na curva, o que iria acontecer. Sabia que estava passando por cima das lombadas. Mas ele ainda fez isso. Vamos conversar com os comissários, mas eu realmente não sei mais o que dizer.” As informações são do site GE.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Cristiano Ronaldo diz que o Manchester United precisa ser maduro se quiser ganhar a Premier League e a Champions League
No boxe, Vitor Belfort desafia Jake Paul após derrotar Hollyfield
Deixe seu comentário
Pode te interessar