Sábado, 31 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Brasil O Ministério da Saúde aprovou o estudo da CBF para a volta de 30% do público no Brasileirão

Compartilhe esta notícia:

(Foto: Divulgação)

O Ministério da Saúde aprovou o estudo enviado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para a volta de até 30% do público aos estádios do Brasil, nos jogos do Campeonato Brasileiro da Série A, a partir de outubro.

Segundo o jornal O Globo, a entidade já recebeu o aval do órgão, através de ofício do Ministro Eduardo Pazuello, que endereçou documento ao presidente Rogério Caboclo.

O dirigente confirmou a informação.

A única exigência é que cada município ou Estado adote a sua política sanitária e um protocolo de saúde. A CBF entende que a liberação deve ser feita de forma uniforme em todo o Brasil.

O processo de liberação para a volta parcial do público aos estádios de futebol do Rio terá novos capítulos essa semana no Rio. Depois de a Prefeitura do Rio anunciar na última sexta-feira (18) que pretende ter 20 mil pessoas no Maracanã em outubro, autoridades municipais, estaduais e federais se encontram na próxima quinta-feira (24) para avaliar os dados apresentados pela CBF ao Ministério da Saúde.

O documento leva em consideração o que foi enviado pela CBF. Mas a entidade ainda tem sua participação aguardada na reunião. A Comissão Médica da CBF ainda não foi convidada para tratar do assunto.

Vale lembrar que decreto de sábado do governador em exercício, Claudio Castro, ainda proíbe o público em eventos no Rio até o dia seis de outubro.

Próximos passos

Apesar da aprovação do Ministério da Saúde, ainda há um longo caminho a ser percorrido até que o público volte a frequentar arquibancadas. Primeiro, porque cada Estado e cada município precisa permitir essa operação – o que não parece simples hoje.

Outro obstáculo é que os clubes pensam diferente sobre o assunto. O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, deixou claro que só aceita a presença de público quando todos os clubes puderem ter seus torcedores no estádio – o que faz a questão voltar a cada governo estadual e cada prefeitura.

Por ora não há previsão de convocação de um novo Conselho Técnico – reunião em que os representantes dos clubes decidem o regulamento do Brasileirão –, mas é certo que a CBF vai submeter a questão aos clubes.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

O Conselho Nacional de Justiça aprova a restrição para a soltura de presos por coronavírus
O número de multas e de focos de queimadas no Mato Grosso do Sul já superam os de 2019
Deixe seu comentário
Pode te interessar