Terça-feira, 24 de Novembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Agro O Rio Grande do Sul vai antecipar a vacinação do rebanho bovino e bubalino contra a febre aftosa

Compartilhe esta notícia:

Secretário Covatti Filho e governador Leite entregaram reivindicações para a ministra Tereza Cristina em Brasília

Foto: Rodger Timm/Palácio Piratini
Secretário Covatti Filho e governador Leite entregaram reivindicações para a ministra Tereza Cristina em Brasília. (Foto: Rodger Timm/Palácio Piratini)

O Rio Grande do Sul vai antecipar a vacinação do rebanho bovino e bubalino contra a febre aftosa. O aval foi dado pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, durante reunião com o governador Eduardo Leite, o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, e parlamentares federais e estaduais, além de representantes do setor produtivo rural, na quarta-feira (12), em Brasília.

A antecipação faz parte da estratégia do Estado para ser declarado pelo Mapa como livre de aftosa sem vacinação, a fim de obter, num segundo momento, o reconhecimento internacional dessa condição pela OIE (Organização Mundial de Saúde Animal). Conforme o secretário Covatti Filho, a vacinação do rebanho será feita na primeira quinzena de março – em outros anos ocorria em etapas em maio e novembro.

“Também estamos fazendo uma série de seminários regionais em todo o Estado para expor aos produtores e entidades os resultados da auditoria que o Ministério da Agricultura fez na nossa defesa agropecuária. Em conjunto com as entidades da nossa agropecuária, vamos tomar a decisão se queremos ou não mudar o status sanitário do Estado”, afirmou o secretário.

Conforme Covatti Filho, a definição do dia para o início da campanha contra aftosa no Estado depende da disponibilidade dos laboratórios que produzem a vacina. Durante a reunião, o governador também pediu apoio da ministra aos produtores atingidos pela seca iniciada no RS no final de 2019. Na audiência, Tereza Cristina recebeu a pauta de reivindicação do setor produtivo e dos municípios para atenuar os prejuízos provocados pela estiagem.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Agro

Papa Francisco se encontra com Lula no Vaticano
Mais seis unidades de saúde ampliam seu horário de funcionamento em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar