Terça-feira, 31 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

Leandro Mazzini Paralela travada

Aprovada em dois turnos e a toque de caixa no Senado, a PEC Paralela da Previdência estacionou na Câmara dos Deputados. (Foto: Divulgação)

Aprovada em dois turnos e a toque de caixa no Senado, a PEC Paralela da Previdência estacionou na Câmara dos Deputados. A proposta permite que Estados, Distrito Federal e municípios adotem em seus regimes próprios as mesmas regras definidas pela União para a aposentadoria dos servidores. A bancada ruralista atua para barrar o texto que prevê a cobrança da contribuição previdenciária do agro para quem exporta de forma direta. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também é crítico à tributação. A PEC segue parada na Comissão de Constituição e Justiça desde novembro do ano passado.

O candidato

Márcio França (PSB) é o candidato do centro-esquerda para a disputa deste ano em São Paulo. O PT busca um nome para chamar de seu, mas deve fechar coalizão.

Visita anual

Rubens Ometto, o dono da Cosan (etanol, logística, energia etc), segue sua agenda de visitas anuais com pauta sigilosa ao presidente Jair Bolsonaro. Uma foi em 16 de abril passado. A outra, na última quinta-feira.

La reina

A prisão na Bolívia da fazendeira Dora V., ‘La Reina Del Norte’, pode gerar investigações no Brasil. Com patrimônio acumulado de US$ 150 milhões nos últimos anos, é tida como uma das principais fornecedoras de drogas no Cone Sul.

Tamanho da fila

Enquanto não sai a Medida Provisória do Governo para selecionar servidores civis aposentados do INSS que vão atuar no atendimento à população, segue o caos no órgão. São mais de 100 mil mulheres – desempregadas e trabalhadoras domésticas, rurais e autônomas – à espera de resposta aos pedidos de salário-maternidade.

Sofra, brasileiro(a)

Segundo o INSS, a fila de espera de concessão de benefícios caiu de 1,9 milhão, em dezembro, para … 1,7 milhão, em janeiro. O Governo não tem data prevista para envio da MP ao Congresso. Chamou 7 mil militares da reserva para ajudar, mas sem técnica. O ex-presidente do órgão, Edison Garcia, alertou ainda no Governo Michel Temer (a Coluna publicou à época) de que o INSS estava à beira do colapso sem concurso.

Soldado…

Líderes de partidos do Centrão avaliam que a “militarização” do Palácio do Planalto poderá dificultar ainda mais a articulação política do Governo. Embora alvo de críticas, o agora ex-chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni tinha bom diálogo com congressistas e atuou como “bombeiro” para liberar emendas após a Reforma da Previdência.

…abatido

Nos últimos dias, Onyx abriu a agenda para parlamentares do Centrão e deputados estaduais próximos ao presidente Bolsonaro. Nos encontros, abatido, confidenciou que não queria sair, mas reafirmou que segue como “soldado”. No vídeo que gravou para as redes sociais, falou que o time é unido e não importa “o número da camisa” que veste.

Pesquisa$

Líder do Cidadania, o deputado Arnaldo Jardim (SP) vai articular a derrubada do veto do presidente à emenda, de sua autoria, que proibia bloqueio de verbas para pesquisa no Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico destinadas à Embrapa, Fiocruz, Ipea e IBGE. O Palácio alegou não poder aumentar os gastos discricionários.

Realocação

Em reunião com o presidente Bolsonaro, o deputado federal Laércio Oliveira (Progressistas-SE) pediu apoio para a inserção no texto da MP Verde e Amarela da sua emenda que incentiva a contratação de pessoas com mais de 50 anos. “Com a Reforma da Previdência, a medida se tornou mais necessária”, diz Laércio.

Acelera, INPI!

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial receberá R$ 18,5 milhões do Prosperity Fund – fundo de cooperação do Governo britânico – destinado à realização de diagnóstico de gargalos e na melhoria de processos no INPI. Não é fácil para o brasileiro. A autorização de uma marca no órgão costuma demorar até cinco anos.

Folia e respeito

“Muitas vezes o homem tem a visão errada de que no Carnaval tudo pode. Não pode!”, avisa a presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de São Paulo, Raquel Kobashi Gallinati. “A fronteira entre a alegria e o crime é o ‘Não’ da mulher”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Leandro Mazzini

Ouro branco
Olho na Funasa
Deixe seu comentário
Pode te interessar

Leandro Mazzini Republicanos presidenciais

Colunistas Mandetta balança

Leandro Mazzini Diploma do Mercosul

Leandro Mazzini Jair & Mandetta