Sábado, 04 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Colunistas Olho na Funasa

(Crédito: Divulgação)

Apeado do comando do Ministério da Cidadania, o MDB tenta emplacar um nome da legenda para chefiar a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), vaga com a demissão de Ronaldo Nogueira. Apesar da posição de “independência” em relação ao Governo Bolsonaro, emedebistas ocupam vários cargos de segundo e terceiro escalões na Esplanada. Ex-líder do Governo de Michel Temer, o deputado Darcísio Perondi (MDB-RS) – suplente de Osmar Terra, que deixou o ministério – deixará a Câmara e se colocou à disposição do partido que disputa o comando do órgão. Uma turma do DEM e militares também estão no páreo.

Bananas

O presidente Jair Bolsonaro anda dando ‘banana’ com o braço para jornalistas. Mas se alguém na rua fizer o mesmo gesto para ele, pode ser preso. A Lei de Segurança Nacional, forjada no Governo militar, ainda está em voga.

Subindo

A ministra Damares Alves, dos Direitos Humanos & Mulher, vai ocupar o amplo gabinete desocupado pela primeira-dama Michele Bolsonaro, no bloco A da Esplanada.

Na sacristia

A CNBB, ainda tímida na relação com Bolsonaro, abriu um canal com o Governo. Os bispos estão interessados em ouvir a ministra Damares. Ela palestra para eles na quinta-feira sobre ações da pasta em favor da vida e da família.

Escolta

Enquanto a Polícia Federal não se pronuncia sobre sua proteção pessoal, o advogado e presidente da Fundaj, Antônio Campos, irmão do falecido ex-governador Eduardo, tem circulado por Recife e Brasília com seguranças à paisana. Ele diz que está ameaçado após denunciar ao MP Federal possíveis irregularidades em gestões de PSB.

Tô seguro

Mesmo longe dos holofotes de antes – e sem camburão na porta, ao contrário de confrades – o senador Renan Calheiros (MDB-AL) não circula fora do Congresso em Brasília sem a companhia de um policial legislativo.

Domésticas

Além do forte teor de discriminação, a frase do ministro da Economia, Paulo Guedes – “empregada indo para Disneylândia” – destoa da crise no mercado de trabalho doméstico. De acordo com a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), mais de 300 mil empregados domésticos perderam o registro na carteira de trabalho, mesmo após a regulamentação dos direitos da categoria.

Em baixa

Outra recente pesquisa, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), conclui que o trabalho doméstico remunerado ainda é caracterizado por uma atividade precária, com baixos rendimentos, baixa proteção social, discriminação e até assédio.

Plano de voo

O Planalto interveio na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado e travou a votação do projeto (PLS 592/15) que pretende acabar com a farra dos voos da Força Aérea Brasileira. A matéria era tida como prioritária pelo parlamentares na volta do recesso depois que vieram à tona casos de mau uso das aeronaves.

Aliás..

.. Ministros palacianos prometem, desde janeiro, editar um decreto para regulamentar o uso das aeronaves.

Custo enchente

Na chuvarada no Rio de Janeiro na tarde da última segunda-feira (10), um Uber de Niterói para a capital saía pela bagatela de R$ 15 mil. Há testemunhas.

Tubarões em campo

A ascensão do futebol americano no Brasil profissionaliza o segmento em Brasília. O Tubarões do Cerrado – que nasceu em 2004 numa brincadeira semanal no gramado da Esplanada – fez parceria com o Real Brasília F.C., time da cidade, e passou a treinar em seu campo com full-pads (equipamentos completos). Bicampeão candango, o TdC compete na BFA Elite.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Fatos históricos do dia 17 de fevereiro
Mudança de time
Deixe seu comentário
Pode te interessar