Sábado, 25 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Saúde Pesquisa do grupo Roche diz que coquetel reduziu em 70% as internações por coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Os dados indicaram também redução da duração dos sintomas em quatro dias, passando de 14 para 10 dias, afirmou a Roche

Foto: Divulgação
Os dados indicaram também redução da duração dos sintomas em quatro dias, passando de 14 para 10 dias, afirmou a Roche. (Foto: Divulgação)

O grupo farmacêutico Roche, da Suíça, anunciou nesta terça-feira (23) resultados promissores de testes clínicos para o coquetel experimental anticovid que combina os medicamentos casirivimab e imdevimab para os pacientes não hospitalizados.

Os dados de um estudo de fase 3 – no qual colabora o laboratório americano Regeneron – mostraram redução de 70% nas hospitalizações ou mortes em pacientes com a doença que não tiveram que ser internados em um centro médico, informou a empresa suíça em comunicado.

Os dados indicaram também redução da duração dos sintomas em quatro dias, passando de 14 para 10 dias, afirmou a Roche. A série de testes, que se concentrou nos pacientes de alto risco, avaliou os tratamentos em doses de 2.400 mg e 1.200 mg.

Ainda segundo o laboratório suíço, o tratamento experimental é a única combinação de anticorpos monoclonais que mantém sua força contra as grandes novas variantes do coronavírus que estão emergindo.

“As novas infecções continuam aumentando em todo o mundo, com mais de três milhões de casos registrados na semana passada”, destacou Levi Garraway, médico chefe e diretor mundial de desenvolvimento de produtos.

Garraway destacou que o “coquetel experimental de anticorpos poderia, portanto, representar a esperança de uma nova terapia potencial para os pacientes de alto risco”. Os resultados desta série de testes serão comunicados rapidamente às autoridades de saúde e submetidos à revisão de especialistas o mais rápido possível.

O coquetel experimental é objeto de vários testes, ainda em curso sobretudo para os pacientes hospitalizados. Até o momento, quase 25 mil pessoas participaram nas diversas etapas dos estudos clínicos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

“Chupa-cabra” é apreendido durante operação em Pelotas, no Sul do Estado
Nova Petrópolis, na Serra Gaúcha, começa a vacinar nesta quarta-feira idosos a partir de 70 anos
Deixe seu comentário
Pode te interessar