Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Política Por videoconferência, Bolsonaro e o presidente da Argentina realizam primeira reunião bilateral

Compartilhe esta notícia:

Bolsonaro estava acompanhado do ministro das Relações Exteriores e do secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência

Foto: Casa Rosada/Divulgação
Bolsonaro estava acompanhado do ministro das Relações Exteriores e do secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência. (Foto: Casa Rosada/Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro realizou, nesta segunda-feira (30), a sua primeira reunião bilateral com o presidente da Argentina, Alberto Fernández. A conversa ocorreu por videoconferência quase um ano após o início do governo de Fernández.

A reunião foi realizada no Dia da Amizade Brasil-Argentina, celebrado em 30 de novembro. Bolsonaro participou da videoconferência no Palácio da Alvorada, em Brasília, acompanhado do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e do secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência, Flávio Rocha.

Fernández, por sua vez, estava na Quinta de Olivos, sua residência oficial, ao lado do embaixador argentino no Brasil, Daniel Scioli, e do chanceler Felipe Solá.

Após a videoconferência, o governo argentino divulgou uma nota na qual relatou que Fernández disse para deixar as “diferenças do passado e encarar o futuro com ferramentas que funcionem bem” de forma a potencializar “pontos de acordo”.

Fernandéz celebrou o encontro por dar ao Mercosul o “impulso” que o bloco sul-americano necessita e que Brasil e Argentina podem fazer isso juntos. O governo argentino afirmou que os dois países avançam na cooperação em áreas como segurança e Forças Armadas e fornecimento de gás.

“Temos que trabalhar juntos o tema ambiental, que é um assunto que nos preocupa muito, devemos fazer um acordo de preservação”, disse o argentino.

Já Bolsonaro destacou a importância do Mercosul, a necessidade de dar ao bloco mecanismos mais ágeis, a intenção de avançar na cooperação na área de turismo e na parceria entre as Forças Armadas de Brasil e Argentina para fortalecer o combate ao tráfico de drogas e demais crimes transnacionais.

Bolsonaro e Fernández têm uma relação marcada por críticas, principalmente por parte do brasileiro, que não compareceu à posse do argentino, em dezembro do ano passado. Bolsonaro defendia a reeleição de Mauricio Macri, derrotado por Fernández.

O brasileiro chegou a dizer que, se Fernández fosse eleito, a Argentina se tornaria uma “nova Venezuela”, com êxodo de argentinos para o Rio Grande do Sul.

Mercosul

Em 2020, comemora-se o 35º aniversário da reunião entre os ex-presidentes José Sarney (Brasil) e Raúl Alfonsín (Argentina), realizada em 1985 em Foz do Iguaçu (PR), que lançou as bases para a criação do Mercosul. Sarney também participou da videoconferência desta segunda, mas, pelas imagens divulgadas, não estava no mesmo local de Bolsonaro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Justiça determina quebra do sigilo de dados de hackers suspeitos de atacar o Tribunal Superior Eleitoral
Tribunal de Contas do Estado seguirá em trabalho remoto até 31 de janeiro de 2021
Deixe seu comentário
Pode te interessar