Segunda-feira, 13 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Porto Alegre Porto Alegre amplia leitos com parceiros para combater Covid-19

Compartilhe esta notícia:

Prefeito Marchezan reuniu-se com representantes da rede hospitalar SUS.

Foto: Anselmo Cunha/PMPA
Prefeito Marchezan reuniu-se com representantes da rede hospitalar SUS. (Foto: Anselmo Cunha/PMPA)

O prefeito Nelson Marchezan Júnior e a equipe da Secretaria Municipal de Saúde reuniram na manhã desta terça-feira (31), em videoconferência, os representantes da rede hospitalar SUS de Porto Alegre para apresentar o plano de mobilização de leitos, com previsão de ampliação de 320 vagas para atender pacientes com Covid-19 (novo coronavírus). Além da expansão de cerca de 50% da capacidade nos leitos da Capital, estão previstas reservas de vagas em leitos de enfermaria. Poro Alegre tem até o momento dois óbitos e 162 infectados pelo vírus.

Na avaliação do prefeito Nelson Marchezan Júnior, a estrutura hospitalar está bem organizada e ainda não é necessário construir um hospital de campanha se forem mantidas as restrições. “No momento, o sistema de saúde consegue atender à população se a média de transmissão do vírus por pessoa não aumentar. Por isso, mantivemos a quarentena, cuja função principal é a de conter a velocidade de transmissão”, enfatiza.

O governo municipal trabalha em conjunto com as direções dos hospitais para reforçar as ações de combate ao coronavírus. Nessa segunda-feira, 30, a prefeitura publicou o decreto nº 20.532, que determina aos hospitais e laboratórios públicos e privados o envio diário das informações sobre casos da doença para acompanhar a evolução da pandemia. “Consolidamos uma relação que vem sendo construída nos últimos três anos com nossos prestadores de serviços e essa parceria não poderia ser diferente neste momento de crise”, ressalta o secretário de saúde Pablo Stürmer.

Reversão de cenário

Desde o início da gestão, Porto Alegre reverteu uma realidade de redução de leitos e serviços descontinuados. Entre 2014 e 2016, a saúde pública sofreu com o fechamento de 269 leitos. Com uma nova visão de gestão, a qualificação de contratos e a melhora na oferta de serviços, a prefeitura reverteu este cenário e abriu 371 leitos entre 2017 e 2019.

Participaram do encontro representantes do Grupo Hospitalar Conceição, Clínicas, Santa Casa, Vila Nova, Restinga, Instituto de Cardiologia, Independência, São Lucas e Blanc.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Presidente da Câmara dos Deputados pede Medida Provisória que assegura renda em suspensão de contrato de trabalho
Efeitos do coronavírus adiam cobrança de novas tarifas de pedágio da EGR para junho
Deixe seu comentário
Pode te interessar