Quinta-feira, 09 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fair

Notícias Praticamente concluídos, dois novos blocos do Hospital de Clínicas de Porto Alegre foram entregues nessa terça

Compartilhe esta notícia:

Unidades foram entregues simbolicamente nessa terça-feira. (Foto: Divulgação/Engeform)

Passados cinco anos desde o início das obras, nessa terça-feira o consórcio responsável pela ampliação do HCPA (Hospital de Clínicas de Porto Alegre) entregou oficialmente os dois novos anexos do complexo localizado entre a rua Ramiro Barcelos e a avenida Protásio Alves. Ambos poderão ser plenamente utilizados assim que a prefeitura conceder o “habite-se” e o Corpo de Bombeiros aprovar o PPCI (Plano de Prevenção Contra Incêndios).

De acordo com a direção da instituição de saúde, essas e outras exigências jurídicas e de segurança devem ser atendidas até dezembro. Tão logo isso aconteça, será providenciada para outros blocos a transferência dos setores de recepção e emergência, esta última considerada uma das maiores do SUS (Sistema Único de Saúde) no Rio Grande do Sul e que cuja área deve triplicar com as novas instalações.

Embora as chaves simbólicas tenham sido entregues pela Engeform Engenharia na tarde passada, em âmbito interno o novo “lay-out” dos novos prédios – denominados “Bloco B” e “Bloco C” – ainda passa por serviços adicionais, a exemplo de uma passarela de ligação entre o prédio principal e os novos anexos. O investimento total na obra (iniciada em 2014) é estimado em mais R$ 500 milhões.

Por se tratar de um hospital-escola, esse montante será pago pelo Ministério da Educação, responsável também pela compra dos equipamentos que devem começar a chegar ao HCPA em dezembro. E não é somente a emergência que deve ser contemplada: o plano da instituição para os blocos inaugurados nessa terça-feira prevê a instalação de setores como cirurgia e CTI (Centro de Tratamento Intensivo).

Embora a emergência deva ser ter expandida a sua dimensão física de 1,7 mil para 5,1 mil metros quadrados, o contingente de pacientes não deve crescer, mantendo as atuais 41 vagas adultas e outras nove para a clientela infantil. A direção do Clínicas ressalva, por outro lado, que a nova configuração espacial permitirá a melhoria na qualidade do atendimento aos pacientes.

Ainda segundo o comando do HCPA, a manutenção do volume de leitos é motivada pelo fato de que o contrato com o Gestor Municipal do SUS estabelece os mesmos valores de repasse. Caso contrário, ficaria inviável a própria contratação de novos servidores e o aumento da capacidade.

Trajetória

Popularmente conhecido por “Clínicas”, o Hospital de Clínicas de Porto Alegre é uma instituição pública e universitária, ligada ao governo federal e à UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). A sua fundação data de 1970, fruto do esforços empenhados na Faculdade de Medicina para sua construção.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Separe papelada para se aposentar antes da reforma da Previdência
Polícia Federal emite certidão para dizer que Lula tem bom comportamento na prisão
Deixe seu comentário
Pode te interessar