Segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Showers in the Vicinity

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Saúde Prefeitura do Rio de Janeiro passa a exigir comprovação de vacina contra o coronavírus

Compartilhe esta notícia:

"Passaporte da vacina" será exigido para acessar lugares fechados da cidade, como academias, cinemas e teatros

Foto: Tânia Rego/Agência Brasil
"Passaporte da vacina" será exigido para acessar lugares fechados da cidade, como academias, cinemas e teatros. (Foto: Tânia Rego/Agência Brasil)

A cidade do Rio de Janeiro começa a exigir, nesta quarta-feira (15), o comprovante de vacinação contra a Covid-19 para permitir o acesso a determinados locais fechados.

O chamado passaporte da vacina será requerido na entrada de academias de ginástica, estádios e ginásios esportivos, cinemas, teatros, museus, galerias e exposições de arte, convenções, conferências e afins.

Além disso, a comprovação será exigida para pessoas que desejam se submeter a cirurgias eletivas nas redes pública a privada e para quem quer se inscrever no programa Cartão Família Carioca ou manter o benefício.

A certificação pode ser realizada através do comprovante de vacinação emitido no ato da imunização ou do aplicativo ConecteSUS, no qual é possível gerar um documento digital. A quantidade de doses registradas exigida deverá estar de acordo com o calendário vacinal da cidade do Rio de Janeiro no momento.

A princípio, a comprovação seria exigida a partir de 1º de setembro, mas instabilidades no ConecteSUS fizeram o requerimento ser adiado.

A medida foi anunciada no dia 27 de agosto, durante a divulgação do 34º Boletim Epidemiológico do Rio e, de acordo com o prefeito Eduardo Paes, tem o objetivo de incentivar a vacinação e proteger as pessoas que já se imunizaram. Na ocasião, Paes disse também que a intenção é “criar um ambiente difícil para quem não quer se vacinar”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Governo gaúcho retira regime de urgência do projeto que trata da regionalização do saneamento básico
Senado aprova a distribuição gratuita de absorventes para presidiárias, estudantes e mulheres de baixa renda
Deixe seu comentário
Pode te interessar