Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

| Presidência diz que a carne consumida em jantar de Temer com embaixadores era brasileira

Compartilhe esta notícia:

O rodízio é da churrascaria Steak Bull, em Brasília. (Foto: Reprodução/Twitter)

Após uma reunião com ministros e embaixadores de países compradores de carne brasileira, neste domingo (19) no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer levou participantes do encontro para jantar na churrascaria Steak Bull, em Brasília (DF). Posteriormente, um funcionário do estabelecimento declarou ao jornal O Estado de S. Paulo que o restaurante não serve carne bovina brasileira, “só trabalha com corte europeu, australiano e uruguaio”.

“As nossas carnes são red angus, picanha australiana, picanha uruguaia… A gente não trabalha com carne brasileira, só europeia, australiana e uruguaia”, afirmou o funcionário, de acordo com uma publicação da Coluna do Estadão, de autoria de Naira Trindade e Andreza Matais.

A declaração levou a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República a divulgar uma nota à imprensa afirmando que a carne consumida no local era brasileira. “Todas carnes servidas, neste domingo, ao presidente Michel Temer e aos embaixadores convidados para jantar na churrascaria Steak Bull foram de origem brasileira. A gerência do estabelecimento inclusive apresentou os produtos servidos a órgãos sérios da imprensa que questionaram a origem do produto”, diz o comunicado.

Por meio de sua conta no Twitter, o presidente Temer também se manifestou sobre assunto. “Levei embaixadores de países importadores a uma churrascaria e degustamos diversos cortes apenas de carnes brasileiras, como a picanha.”

No Facebook, a Steak Bull comentou o jantar do presidente. “Gostaríamos de reforçar e enfatizar a confiança na carne brasileira e, principalmente, na Steak Bull, escolhida hoje pelo Presidente para demonstração de confiança na carne do Brasil e no serviço e qualidade da nossa empresa. Garantimos sempre o melhor para todos os nossos clientes!”

“Dois dias depois de virem à tona as denúncias de fraude na carne brasileira, o presidente Michel Temer convidou embaixadores e representantes de países compradores do produto a virem na Steak Bull no início desta noite, como prova de que o produto é seguro”, diz uma das postagens do estabelecimento na rede social.

O governo federal informou que pretende acelerar as auditorias nos 21 frigoríficos citados na Operação Carne Fraca, deflagrada pela PF (Polícia Federal) na última sexta-feira (17). Durante a reunião com embaixadores, os ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, e de representantes de outras pastas, o presidente da República garantiu a qualidade e o rigor das inspeções dos produtos brasileiros.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de |

Acidente deixa uma pessoa morta na BR-285, em Pejuçara
Cápsula Dragon volta de missão na Estação Espacial Internacional e pousa no Pacífico
Deixe seu comentário
Pode te interessar