Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Cloudy

Brasil Prévia da inflação de agosto é a mais baixa desde 2010, afirma IBGE

Compartilhe esta notícia:

O Ibre elevou a estimativa de alta do PIB (Produto Interno Bruto) em 2020, de 1,8% para 2%. (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Nesta quinta-feira (22) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), uma prévia da inflação oficial do país, ficou em 0,08% em agosto. O resultado foi próximo do registrado no mês anterior, de 0,09%, e o mais baixo para o mês de agosto desde 2010, quando ficou em -0,05%.

No ano, o indicador acumula alta de 2,51% e, em 12 meses, de 3,22%, resultado abaixo dos 3,27% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em agosto de 2018, o IPCA-15 foi de 0,13%. Conforme o IBGE, a energia elétrica foi a principal responsável por pressionar a inflação no mês. Com alta pelo 7º mês seguido, as tarifas aumentaram 4,91% de julho para agosto, depois de ter avançado 1,13% no mês anterior. Com isso, o grupo da habitação teve alta de 1,42% no mês, respondendo pelo maior impacto no indicador, de 0,23 ponto percentual.

Inflação baixa é boa para o país?

A inflação segue os efeitos da lei de oferta e demanda na economia. Quando os consumidores estão mais dispostos a gastar e têm disponibilidade para fazer isso, a tendência é que os preços subam. Já quando a inflação é muito baixa, os preços dos produtos não se mexem ou começam a cair. Portanto, as pessoas se sentem menos estimuladas a gastar e, sem consumo, indústria para de produzir e demite.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Homem de 78 anos é preso por estuprar crianças na Região Metropolitana
Fique bem-informado antes de sair de casa; confira cinco principais notícias desta quinta
Deixe seu comentário
Pode te interessar