Sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Porto Alegre Prisões da Guarda Municipal de Porto Alegre crescem mais de 60% no quadrimestre

Compartilhe esta notícia:

Os meses de janeiro e abril registraram maior volume de prisões, totalizando 19.

Foto: Guarda Municipal
Os meses de janeiro e abril registraram maior volume de prisões, totalizando 19. (Foto: Guarda Municipal)

A Guarda Municipal de Porto Alegre registrou um aumento de 63% de prisões neste primeiro quadrimestre em relação ao mesmo período de 2021. De janeiro a abril, 62 pessoas foram detidas em 50 ocorrências atendidas. Os meses de janeiro e abril registraram maior volume de prisões, totalizando 19. Em fevereiro, foram mais 14 detenções contra dez em março. No primeiro quadrimestre de 2021, a Guarda Municipal realizou 38 prisões.

Dos 62 presos, nove deles foram detidos especificamente por roubo e furto de fios de energia. Outros cinco também eram foragidos da Justiça. As demais prisões envolvem crimes de furto em geral, pichação, prática irregular de flanelinha, embriaguez ao volante, entre outros.

Nos primeiros quatro meses do ano, a maior parte das prisões ocorreu no bairro Praia de Belas, com 14 ocorrências. No Centro Histórico, outras quatro abordagens resultaram em detenções. As demais ações foram registradas em bairros distintos como Partenon, Azenha, Rio Branco, Nonoai, Menino Deus, Agronomia, por exemplo.

“Gradativamente estamos ampliando as ações da Guarda Municipal para descentralizarmos as atuações para reforçar a segurança de Sul a Norte na Capital”, salientou o comandante da Guarda Municipal, Marcelo do Nascimento.

Denúncia

A orientação da Guarda Municipal é que o cidadão auxilie a corporação, informando ações suspeitas por meio telefone 153. A ligação é anônima.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Mercado de fake news lucra milhões e coloca saúde em risco; veja as principais mentiras que circulam no País
Rio Grande do Sul bate recorde na produção de azeites em 2022
Deixe seu comentário
Pode te interessar