Domingo, 17 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Agro Produção e exportações da Avicultura e da Suinocultura devem registrar novo recorde em 2021

Compartilhe esta notícia:

As exportações de carne de frango deverão totalizar entre 4,500 e 4,550 milhões de toneladas. (Foto: Divulgação)

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) realizou nesta quarta-feira (29) uma coletiva virtual de imprensa para divulgar as projeções do setor para a produção e as exportações da avicultura e da suinocultura do Brasil. Conforme projeções traçadas pela ABPA, a produção e as exportações de carne de frango, de carne suína e de ovos devem registrar crescimento e novos recordes em 2021.

Carne de frango

No caso da carne de frango, os levantamentos da ABPA indicam que a produção nacional deverá totalizar entre 14,100 e 14,300 milhões de toneladas, ou o equivalente a 3,5% de crescimento em relação ao total produzido em 2020, com 13,845 milhões de toneladas. Caso seja confirmado, será o maior volume de produção já registrado pela avicultura nacional.

Deste total, espera-se que entre 9,550 e 9,800 milhões de toneladas sejam direcionadas para o mercado interno, número até 2% superior ao destinado em 2020, com total de 9,614 milhões de toneladas. Com isso, o consumo de carne de frango deverá alcançar o patamar de até 46 quilos per capita, um incremento de 1,5% em relação ao registrado no ano passado, com 45,27 quilos.

Já as exportações de carne de frango deverão totalizar entre 4,500 e 4,550 milhões de toneladas, volume até 7,5% em relação às 4,231 milhões de toneladas embarcadas em 2020. Se a maior variação de crescimento se confirmar, será um novo recorde histórico para a avicultura nacional.

Carne suína 

Com relação às expectativas de carne suína, a produção brasileira deverá alcançar até 4,700 milhões de toneladas, volume 6% superior ao registrado no mesmo período de 2020, com 4,436 milhões de toneladas. Confirmada essa projeção, será um novo recorde de produção para a suinocultura nacional.

Para o mercado doméstico, espera-se a destinação de até 3,600 milhões de toneladas, número 5,5% maior em relação a 2020, com 3,412 milhões de toneladas. Neste quadro, o consumo per capita deverá chegar a 16,90 quilos, índice 5% superior ao registrado em 2020, com 16,06 quilos. No mercado internacional, as exportações de carne suína poderão alcançar 1,150 milhão de toneladas, número até 12% maior que as 1,024 milhão de toneladas exportadas em 2020.

Ovos

No caso do setor de ovos, a produção brasileira deverá chegar a 54,503 bilhões de unidades neste ano, número 2% maior que as 53,533 bilhões de unidades registradas em 2020 – novo recorde setorial. Confirmada essa projeção, o consumo de ovo chegará a 255 unidades per capita, novo índice histórico, com alta de 1,5% em relação ao índice registrado em 2020, com 251 unidades.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Agro

1º Simpósio Agro RS abordará inovações e tendências no mundo do agronegócio
Produção da Safra de Inverno 2021 deve ser a maior da história no Rio Grande do Sul
Deixe seu comentário
Pode te interessar