Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

Futebol Recopa Gaúcha: Experiência predomina, Pelotas vence time de transição do Grêmio nos pênaltis

Pelotas vence o Grêmio nos pênaltis.

Foto: Divulgação
Pelotas vence o Grêmio nos pênaltis. (Foto: Divulgação)

Pelotas vence a equipe de transição do Grêmio neste domingo (19) à tarde, no Estádio Boca do Lobo, em Pelotas, zona sul do Estado gaúcho. Os dois times buscavam a conquista o Bicampeonato da Recopa Gaúcha, título que antecedeu o começo do campeonato gaúcho 2020.

A experiência, o equilíbrio e o foco predominaram o primeiro tempo do jogo, trazendo vantagens para o Pelotas, que quase venceu o jogo no tempo regulamentar. O gol de Ferreira, no segundo tempo, deu o empate de 1×1, mas não adiantou para o Grêmio. Nos pênaltis, valeu a experiência do Pelotas que converteu todas as cobranças sobre o adversário, com Tatto, Felipe Guedes, Juliano, Mateus Santana e Tadeu.

Do outro lado, os atletas de base Darlan, Matheus Frizzo, Isaque e Ruan marcaram os gols, mas a defesa de Douglas garantiu a taça para o time da casa. Por 5 a 4, o Pelotas sagrou-se bicampeão da Recopa Gaúcha.

A estreia do Grêmio na temporada 2020 aconteceu sem Renato Portaluppi. À frente da equipe neste domingo esteve Thiago Gomes, comandante do time de transição.

Já o seu adversário, o Pelotas, chegou em campo pela Recopa Gaúcha com três amistosos realizados, visando além da disputa da taça, o Gauchão de 2020. Campeão da Copa Seu Verardi, motivo que o levou a decidir a Recopa com o Grêmio, o time reforçou o elenco com oito contratações, como o meio-campista Felipe Guedes e o atacante Tadeu. Confiante na evolução da equipe, o clube investiu na continuidade do técnico Antônio Picoli.

Do outro lado, em meio a pré-temporada, o Grêmio demitiu sete profissionais e viveu momento de polêmica por conta das declarações do presidente Romildo Bolzan e do zagueiro Kannemann, que criticou as mudanças na comissão técnica.

O jogo

Com um time parecido com o que jogou de igual para igual com o Goiás na última rodada do Brasileirão, o grupo de transição do Grêmio foi a Boca do Lobo confiante de que poderia conquistar a Recopa Gaúcha diante do Pelotas. A jovem equipe mostrou qualidade, mas voltou a sofrer do mesmo mal do Serra Dourada em dezembro passado: a bola área.

Foi em uma jogada pelo alto que, aos 16 minutos, o Pelotas abriu o placar diante de sua torcida. Na cobrança de escanteio, a defesa gremista marcou mal e Mateus Santana subiu livre para cabecear e vencer o goleiro Brenno: 1 a 0.

Mesmo jovem, o time tricolor mostrou iniciativa para tentar reagir ao gol dos mandantes. Faltava aos garotos, no entanto, maior acabamento nas jogadas. A primeira oportunidade foi de Isaque: ele recebeu de Ferreira na área, mas demorou para bater e acabou desarmado.

Era dos pés de Ferreira que saiam as melhores jogadas gremistas. O camisa 7, porém, acabou não conseguindo superar o goleiro Douglas, ora por errar na tomada de decisão, ora por definir mal os lances. O primeiro tempo teve ainda uma linda jogada de Patrick, que passou por três marcadores, mas Douglas saiu bem do gol para fechar o ângulo e impedir o gol.

A última chance para o empate antes do intervalo veio dos pés de Jhonata Robert, que finalizou da entrada da área, mas não foi feliz. O Pelotas terminou a etapa inicial em vantagem.

O segundo tempo seguiu o tom do primeiro: o Grêmio em busca do empate e o Pelotas tentando segurar o placar na base da experiência. Em alguns momentos, o time da casa abusou das faltas para frear as ações gremistas, como aos três minutos quando Mateus Santana e Felipe Chaves fizeram uma falta dupla em Ferreira para parar um contra-ataque.

O técnico Thiago Gomes tentou melhorar o poder ofensivo gremista com a entrada de Guilherme Azevedo na vaga de Patrick aos 22. No Pelotas, Picoli queimou suas três trocas antes mesmo dos 30 minutos. Todas as alterações foram do meio para frente. Gabriel, Jô e Tadeu entraram nos lugares de Jean Roberto, Hugo Sanches e Hugo Almeida.

A pressão do Grêmio seguiu e o gol tinha mesmo de ser de Ferreira. O camisa 7 chegou a perder uma chance incrível após passe de Isaque na área aos 32. Seis minutos depois, ele foi decisivo. O lateral Felipe foi ao fundo e cruzou no segundo pau, onde Ferreira apareceu livre e cabeceou para empatar a partida e levar a decisão para os pênaltis.

Campeonato Gaúcho

Após a derrota na Recopa Gaúcha, o Grêmio vai estrear no Campeonato Gaúcho na próxima quarta-feira, dia 22, às 20h, diante do Caxias, na Arena. Diferentemente do planejamento inicial, a tendência é de que o Tricolor utilize o grupo principal já na primeira rodada do Gauchão.

Equipe técnica

PELOTAS (5) 1 – Douglas; Osvaldir, Negretti, Felipe Chaves, Tatto; Felipe Guedes, Mateus Santana, Jean Roberto (Gabriel); Hugo Sanches (Jô), Hugo Almeida (Tadeu) e Juliano. Técnico: Antonio Picoli.

Gol: Mateus Santana aos 16 do primeiro tempo.

Gols nos pênaltis: Tatto, Felipe Guedes, Juliano, Mateus Santana e Tadeu.

Cartões amarelo: Felipe Chaves, Mateus Santana e Jean Roberto.

GRÊMIO (4) 1 – Brenno; Felipe, Rodrigues, Ruan, Guilherme Guedes; Varela (Da Silva), Darlan; Jhonata Robert (Matheus Frizzo), Patrick (Guilherme Azevedo) e Ferreira; Isaque. Técnico: Thiago Gomes (interino).

Gol: Ferreira aos 38 do segundo tempo.

Gols nos pênaltis: Darlan, Matheus Frizzo, Isaque e Ruan.

Cartões amarelo: Ruan

Arbitragem – Daniel Nobre Bins, auxiliado por Mauricio Coelho Silva Penna e Andrá da Silva Bitencourt.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Futebol

Nos pênaltis, o Pelotas é campeão da Recopa Gaúcha
Conflito de interesses pode anular contratos, diz ministro do TCU sobre caso Wajngarten
Deixe seu comentário
Pode te interessar