Domingo, 19 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Thunder in the Vicinity

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul inicia debate sobre regionalização do saneamento básico

Compartilhe esta notícia:

Entre os benefícios, está a economia de escala, como a construção de uma estação de tratamento para múltiplos municípios

Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini
Entre os benefícios, está a economia de escala, como a construção de uma estação de tratamento para múltiplos municípios. (Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini)

O governo do Estado começa, neste mês de junho, os debates sobre a regionalização do saneamento básico e a criação de estruturas de prestação regionalizada para a gestão dos serviços, uma determinação do novo Marco Legal do Saneamento Básico (Lei 14.026/2020).

Secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Luiz Henrique Viana reforça que a regionalização deve ser pensada em todo o território que seja atendido por contratos de concessão ou de programa.

“A nova estruturação vai promover ganhos para a universalização dos serviços e o atendimento de todos os municípios. Além de garantir o acesso, a regionalização será a oportunidade para atrair investimentos e, principalmente, promover a saúde pública”, afirma.

A União condicionou o repasse de recursos federais para investimento em saneamento básico apenas aos municípios que aderirem aos blocos regionais. Os Estados agora têm a tarefa de discutir com a sociedade o modelo mais adequado de regionalização.

“Na prática, os blocos regionais pretendem unir municípios que são economicamente viáveis com municípios que não são. Isso fará com que o serviço de saneamento seja prestado de modo uniforme. Além disso, o usuário de todo o bloco contará com uma tarifa comum”, explica o procurador estadual Juliano Heinen.

Para ampliar a participação social no debate, a Sema (Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura) promoverá, dias 29 e 30 de junho, oficinas on-line que contarão com a participação de prefeitos, de integrantes da Federação das Associações de Municípios, agências reguladoras, prestadores de serviços de saneamento, Fórum Gaúcho de Comitês de Bacias e Companhia Riograndense de Saneamento.

tags: RS

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Caixa Econômica Federal paga auxílio emergencial a nascidos em junho
Polícia realiza operação para desestruturar esquema de narcotráfico na Região Metropolitana de Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar