Terça-feira, 19 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Notícias Rio Grande do Sul tem a 5ª gasolina mais cara do país

Compartilhe esta notícia:

O Rio Grande do Sul teve aumento no preço médio da gasolina e se torna a 5ª mais cara do país. / (Foto: Agência Brasil).

O Rio Grande do Sul fechou o primeiro trimestre com a quinta gasolina mais cara do país. Nesta quinta-feira (4), a Petrobras anunciou um aumento de R$ 0,10 no preço do litro da gasolina nas refinarias. O novo valor já começará a ser praticado nesta sexta-feira (5).

O preço médio até março, no RS, ficou em R$ 4,588 por litro. Somente Acre, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Piauí têm preços maiores, entre todos os estados brasileiros. O valor do combustível acumulou avanço de 2% nos três primeiros meses do ano, como indicam dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP). O Brasil também teve o preço da gasolina elevado ao final do primeiro trimestre, com alta acumulada de 0,4% no período.

Representantes do setor de combustíveis, acreditam que a  questão tributária  pode explicar, em parte, o fato de a gasolina custar mais cara no Rio Grande do Sul do que em outras regiões do país. A alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) afeta sobre o preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF). Após pesquisa da Receita Estadual, esse valor representa a média do que é cobrado nas bombas. Ou seja, quanto mais elevado for o preço de referência, maior o impacto do tributo sobre a gasolina. Na última segunda-feira (1°), o preço médio subiu de R$ 4,3491 para R$ 4,4385 no estado.

A gasolina gaúcha ainda sofre influência por custos relacionados ao etanol anidro. A gasolina que chega às bombas tem acréscimo de 27% de álcool, por não ser produzida no Rio Grande do Sul. A necessidade de trazê-la de Estados como o Paraná encarece o preço final.

O preço do óleo diesel no Rio Grande do Sul também acelerou nos três primeiros meses do ano, com alta de 2,5%. A marca é a mais elevada em 16 semanas. Porém, mesmo com o avanço, o preço gaúcho é o quarto mais baixo do país. Encerrou-se o prazo do programa de subsídios federais ao diesel, adotado pelo governo Michel Temer, no final do ano passado, para baixar o valor nas bombas e encerrar a greve dos caminhoneiros.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Porto Alegre vai receber primeiro parklet 100% sustentável
Tentativa de assalto a bancos em Guararema termina com onze mortos
Deixe seu comentário
Pode te interessar