Domingo, 28 de Fevereiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Light Rain / Wind

Dicas de O Sul Secretaria gaúcha oferece 50 oficinas gratuitas na área do audiovisual

Compartilhe esta notícia:

O assunto foi tratado na última sexta-feira durante reunião online.

Foto: Reprodução
O assunto foi tratado na última sexta-feira durante reunião online. (Foto: Reprodução)

Capacitar profissionais nos vários segmentos do setor audiovisual é o mote do projeto “Revelando o Rio Grande”, desenvolvido pela Sedac (Secretaria da Cultura), por meio do Iecine (Instituto Estadual de Cinema). Projeto de formação inédito no Estado, totalizando 500 dias de atividades nos próximos dois anos, será realizado com recursos de emenda parlamentar da deputada federal gaúcha Liziane Bayer (PSB). O assunto foi tratado na última sexta-feira (5), durante reunião online com a presença da parlamentar, da secretária da Cultura, Beatriz Araujo, do diretor do Iecine, Zeca Brito, e equipe. O orçamento, num total de R$ 250 mil, será executado através de convênio com a Secretaria Especial da Cultura do governo federal.

O programa vai oferecer 50 oficinas gratuitas ligadas ao audiovisual, orientadas por profissionais de vasta experiência e reconhecimento. Os cursos, cada um com 30h de duração, terão início em março de 2021 de forma on-line, com atividades remotas em diversos saberes. “O projeto pretende modificar a realidade dos potenciais profissionais do setor audiovisual que, no interior do Estado, possuem dificuldade de acesso aos conteúdos, e receberão o devido incentivo e despertar para a economia criativa”, destaca a secretária da Cultura, Beatriz Araujo.

Entre as oficinas propostas estão formações voltadas à produção cultural, direção de fotografia, interpretação, desenho de som, roteiro audiovisual, montagem cinematográfica, direção de arte, trilha sonora, maquiagem, eletricista e maquinista para cinema, entre outros. Toda a programação será gratuita e com vagas limitadas. “Nosso objetivo é transformar o Iecine em uma espécie de universidade aberta, incorporar a formação como uma das atribuições da instituição e, dessa forma, ofertar para a população caminhos de desenvolvimento por meio do audiovisual”, destaca Zeca Brito, diretor do Iecine.

Como resultado esperado, com uma média de 70 alunos em cada oficina, pretende-se formar e capacitar estudantes nas diversas atividades do audiovisual. “O Rio Grande do Sul é um celeiro de grandes talentos. O projeto Revelando o Rio Grande vai dar oportunidade para que novos profissionais cheguem ao mercado de trabalho“, estima a deputada Liziane Bayer. Outro objetivo é buscar a democratização de acesso à formação em saberes artísticos da economia da cultura, gerando conhecimento e oportunizando qualificação profissional, dando espaço e visibilidade aos talentos anônimos do RS.

A primeira oficina será sobre História do Cinema Brasileiro, ministrada entre os meses de março e maio pela professora e crítica de cinema Fatimarlei Lunardelli. As inscrições serão abertas em breve e anunciadas nas redes sociais da Sedac e do Iecine.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Dicas de O Sul

Biden diz que decisão sobre Olimpíada “tem que se basear na ciência”
A Argentina detecta primeiros casos de variantes brasileiras do coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar