Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
18°
Thunderstorm

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui


Política Sérgio Moro enfrenta turbulências em série e vê elevar risco de cassação do seu mandato de senador

Compartilhe esta notícia:

Caso condenado, Moro ainda poderá recorrer ao TSE e ao Supremo.

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Caso condenado, Moro ainda poderá recorrer ao TSE e ao Supremo. (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O senador Sergio Moro (União Brasil-PR) entrará em seu sexto ano formal na política sob turbulências em série. Desde que abandonou a magistratura no final de 2018 para ingressar no governo Jair Bolsonaro (PL) como ministro da Justiça e Segurança Pública, o ex-juiz enfrenta desgaste atrás de desgaste. O atual, além da sua postura na votação da indicação de Flávio Dino ao STF (Supremo Tribunal Federal) na última semana, Moro vê crescer os riscos de uma decisão da Justiça Eleitoral que pode cassar seu mandato no Congresso.

O último revés foi a posição do Ministério Público, na quinta-feira (14), para que seja acolhida parcialmente a ação eleitoral contra Moro com a cassação do mandato por abuso de poder econômico durante a pré-campanha em 2022.

Políticos de esquerda e de direita dão como certo que o resultado final, tanto no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná como nos tribunais superiores, será o mesmo do ex-deputado federal Deltan Dallagnol, que teve o mandato cassado em maio.

Moro como juiz e Deltan como chefe da equipe de procuradores da Lava Jato foram os protagonistas da Operação, que virou de ponta-cabeça o mundo político de 2014 a 2019. A ofensiva entrou em declínio após as revelações de mensagens que indicaram atuação alinhada entre os dois.

Na quarta-feira (13), durante sabatina de Flávio Dino, Moro foi fotografado rindo ao cumprimentar o atual ministro do presidente Lula, visto como inimigo pelo bolsonarismo e por setores da direita que se alinham ao ex-juiz da Lava Jato. Além disso, Moro se negou a anunciar publicamente como votou, contra ou a favor da indicação de Dino, o que o transformou em alvo nas redes sociais, da esquerda à direita.

O desgaste de Moro junto à direita foi ampliado pela revelação de trocas de mensagem entre ele e aliados no dia da aprovação de Dino. Uma dessas trocas de mensagem, indica que Deltan estava “desesperado”.

Pessoas próximas afirmaram que a reação emocional de Deltan tinha a ver com o fato de Moro não ter declarado voto contra Dino e que isso sinalizaria, para ele, que o ex-juiz teria votado pela aprovação. A votação é secreta.

Na frente judicial, o Ministério Público do Paraná defendeu a cassação do mandato do ex-juiz em parecer assinado pelos procuradores da República Marcelo Godoy e Eloisa Helena Machado. Embora entendam que houve abuso de poder econômico, eles não observam utilização indevida dos meios de comunicação social.

O relator do processo, o juiz eleitoral Luciano Carrasco Falavinha Souza, deve divulgar seu voto em janeiro de 2024. O caso pode ser levado para julgamento no plenário do TRE logo em seguida. Caso condenado, Moro ainda poderá recorrer ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e ao Supremo.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

PT intensifica campanha pública para escolha de Marco Aurélio Carvalho como ministro da Justiça
Câmara dos Deputados aprova MP das subvenções, aposta para elevar a arrecadação
https://www.osul.com.br/sergio-moro-enfrenta-turbulencias-em-serie-e-ve-elevar-risco-de-cassacao-do-seu-mandato-de-senador/ Sérgio Moro enfrenta turbulências em série e vê elevar risco de cassação do seu mandato de senador 2023-12-17
Deixe seu comentário
Pode te interessar