Sábado, 15 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Cloudy

CAD1 Surfista escocês foi resgatado com vida após ficar 32 horas perdido no mar

Compartilhe esta notícia:

Matthew foi avistado por um helicóptero. (Foto: Reprodução)

O surfista escocês Matthew Bryce foi encontrado no começo da noite de segunda-feira após passar 32 horas desaparecido e à deriva no mar. Matthew estava a 13 milhas da costa de Argyll, com sinais de hipotermia, apesar de estar usando uma roupa de neoprene.

Depois do alerta de seu desaparecimento, autoridades locais se uniram a membros das forças de segurança local para as buscas. Matthew Bryce foi avistado por uma equipe em um helicóptero.

Matthew, de 22 anos, saiu para surfar na praia de Machrihanish na manhã de domingo e desapareceu. As buscas começaram ainda no domingo, mas apenas na segunda-feira à noite um helicóptero da Guarda Costeira de Belfast localizou o surfista.

A esperança de encontrar o surfista bem e seguro depois de tanto tempo na água estava diminuindo, e com a chegada da noite estávamos muito preocupados. Ele estava todo equipado, com uma roupa de neoprene, e isso o ajudou a sobreviver por tanto tempo no mar”, disse Dawn Petrie, da Guarda Costeira.

Para Petrie, o jovem resgatado fez o correto em ficar com sua prancha, já que isso, sem dúvida, o ajudou a sobreviver”, acrescentando que “estava equipado com toda roupa necessária.

O inspetor-chefe das buscas, Paul Robertson, agradeceu a solidariedade nas buscas do jovem. “A reposta ao nosso apelo para encontrar Matthew foi excelente. Foi um esforço real da equipe e gostaria de agradecer a todos que ofereceram sua ajuda”.

E, para completar a aventura, após sair para surfar em uma praia da Escócia, Matthew Bryce foi levado para ser atendido em um hospital de Belfast, na Irlanda do Norte.

“Estou muito grato que agora estou aqui no hospital recebendo tratamento. Eu não posso agradecer o suficiente àqueles que me resgataram e cuidaram de mim, todos eles são heróis”, disse Matthew Bryce.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de CAD1

Cabos submarinos de internet vão conectar o Brasil à Europa e aos Estados Unidos
As mulheres confiam menos no futuro do que os homens
Deixe seu comentário
Pode te interessar