Segunda-feira, 30 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Fair

Polícia Um brigadiano aposentado morreu após ser atacado a tiros quando voltava para casa em Viamão

Os atiradores fugiram

Foto: Divulgação
Jairo Chagas Pires, 60 anos, atuava como segurança particular. (Foto: Divulgação/BM)

O tenente da reserva da BM (Brigada Militar) Jairo Chagas Pires, 60 anos, foi morto a tiros quando voltava para casa no bairro Santa Isabel, em Viamão (Região Metropolitana de Porto Alegre). O crime foi cometido na noite de sexta-feira e o corpo foi sepultado nesse sábado no Cemitério Parque Saint Hilaire, no mesmo município. O militar aposentado deixou quatro filhos.

De acordo com informações preliminares, Pires conduzia na rua José Bonifácio um Fiat Argo de sua propriedade quando recebeu dois disparos de cima para baixo, que o atingiram na cabeça e no tórax, o que sugere um possível atentado cometido por atiradores a bordo de motocicleta ou que desceram de veículo. Um terceiro tiro teria sido efetuado, sem atingi-lo.

Ele chegou a ser encontrado com vida e socorrido por um dos filhos, mas faleceu quando recebia atendimento em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Horas depois, a análise de peritos da Polícia Civil encontrou no carpete do carro do brigadiano aposentado o seu revólver calibre 38, com uma cápsula deflagrada, o que indica possível reação aos criminosos – hospitais e postos de saúde da Região Metropolitana, porém, não registraram atendimentos a outros baleados nas últimas horas.

Por meio de seu site oficial, a BM divulgou no início da tarde desse sábado um nota de pesar, detalhando que Pires atuou no 18º BPM (Batalhão de Polícia Militar), também em Viamão, antes de ingressar na reserva remunerada.

Os responsáveis pelo ataque fugiram sem levar nada da vítima. Encarregada do caso, a Polícia Civil estaria investigando a hipótese de execução motivada por represália de traficantes, já que Pires estava aposentado há dez anos mas continuava trabalhando como segurança particular em uma farmácia e teria desafiado regras impostas por criminosos que atuam em pontos de venda de drogas na região.

De acordo com a viúva de Jairo Chagas Pires, um crime similar já havia vitimado um familiar do tenente aposentado da BM, que era pai de quatro filhos – três dos quais também atuam no segmento de segurança particular.

Latrocínio

Já em Passo Fundo (maior município da Região Norte do Rio Grande do Sul), a Polícia Civil deflagrou a operação “Covardes”, a fim de capturar os autores de um latrocínio cometido na cidade no dia 4 deste mês. Na ocasião, assaltantes roubaram um automóvel e uma motocicleta após matar o dono dos veículos com tiros na cabeça.

Suspeitos foram autuados pelos crimes de posse ilegal de arma-de-fogo e tráfico de drogas. Com eles havia um revólver calibre 38 que pode ter sido utilizado no roubo e as vestimentas usadas pelo grupo no dia do crime, além de porções de maconha.

“Para elucidar o crime, houve intensa troca de informações com a Brigada Militar e a PRF (Polícia Rodoviária Federal)”, ressaltou a corporação em seu site oficial. “A verificação de câmeras de segurança do município foi, também, fundamental no curso das investigações.”

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Governo facilitará exportações de produtos voltados à Defesa
Uma empresa paulista promete investir 100 milhões de reais em fábrica na cidade gaúcha de Montenegro
Deixe seu comentário
Pode te interessar