Domingo, 28 de Fevereiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Showers in the Vicinity

Mundo Trens bateram na estrada de ferro que dá acesso a Machu Picchu, no Peru, deixando feridos

Compartilhe esta notícia:

Choque aconteceu entre Ollataytambo e Machu Picchu. (Foto: Agência Andina)

Trens colidiram na manhã desta terça-feira (31) na via férrea que dá acesso a Machu Picchu, no Peru, deixando vários feridos. O acidente ocorreu no km 88 da estrada de ferro, entre Ollantaytambo e Machu Picchu Pueblo (Águas Calientes).

Um dos passageiros contou à agência Andina que o trem da companhia Inca Rail estava parado na estrada por causa de um protesto de um grupo de moradores. A composição foi atingida por outro trem da PeruRail e uma colisão traseira.

“Logo quando o trem começou a arrancar, em cinco minutos sentimos um impacto forte”, contou à rádio peruana RPP a passageira Valeria Lozano.

Ainda não havia um número confirmado de feridos. Também não há registro de mortos até o momento.

Novidades recentes

Recentemente a rota de trem até Machu Picchu, partindo de Poroy ou Ollantaytambo, no Peru, ganhou novas viagens diárias, feitas em vagão panorâmico. Com janelas mais altas e largas, a proposta era oferecer vistas panorâmicas durante a subida até as ruínas.

A viagem inclui audioguia em oito idiomas e menu de pratos com ingredientes locais. O trajeto é operado pela companhia Inca Rail.

A capital, Lima, também tem uma nova atração para os viajantes, um passeio pelos casarões históricos da cidade, construídos pela Coroa espanhola.

Coordenado pela empresa Lima Mentor, o passeio passa pelas casas Aliaga, finalizada em 1535, e a casa do Prado, de 1690. As novidades foram apresentadas na feira de turismo WTM Latin America 2018, realizada em abril em São Paulo.

O roteiro

De Cusco para Machu Picchu, há várias possibilidades. A grande maioria embarca nos trens que levam direto a Machu Picchu Pueblo, de onde se sobe à montanha de ônibus. Os mais aventureiros, por sua vez, optam por trilhas – a chamada Trilha Inca é a mais famosa (e concorrida), mas não a única.

Há uma terceira opção, que une os dois mundos, o do conforto e o da aventura. Com hotéis confortáveis isolados em meio às montanhas, a Mountain Lodges of Peru tem duas opções de programas: pela trilha do Salkantay ou a Aventura de Lares.

Os grupos são pequenos, e os participantes podem optar, diariamente, entre trilha ou uma opção cultural – um chamariz para quem não tem preparo físico para encarar montanhas acima de 3 mil metros de altitude, e um alívio para quem se desgastou após alguns dias seguidos de caminhada. Entre as opções de passeios, destacam-se visitas a sítios arqueológicos e comunidades, mercados locais, aulas de culinária.

Teorias sobre os possíveis usos da fortaleza surgem a cada nova escavação, mas o fato é que a cidade secreta dos incas foi um dos poucos lugares em que os colonizadores espanhóis não conseguiram colocar as mãos – seja porque o relevo os impediu de chegar, ou porque a cidadela já havia sido abandonada pelos incas. E são esses intrigantes questionamentos que atraem mais de 3 mil turistas a Machu Picchu todos os dias, cada um optando por um jeito diferente de chegar.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

64% das roteiristas norte-americanas já foram vítimas de assédio
O Ministério da Saúde confirmou 822 casos de sarampo no País só neste ano
Deixe seu comentário
Pode te interessar