Terça-feira, 26 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Partly Cloudy / Wind

Notícias Trensurb opera com horários especiais para atender a população durante a pandemia de coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Queda no movimento de usuários já passa de 80%. (Foto: Luiz Soares/Arquivo Trensurb)

Em mais um desdobramento das medidas restritivas à circulação de pessoas por causa do risco de contágio por coronavírus, o Trensurb está com horários especiais para atender quem que não pode ficar em isolamento e necessita do metrô para atividades essenciais. A iniciativa inclui intervalos maiores que o normal, adequando-se à demanda reduzida no sistema.

Essa logística leva em conta a recomendação das autoridades para que a população permaneça em casa e também o baixo efetivo de funcionários, já que vários foram dispensados temporariamente por integrarem grupos de risco para o contágio pela doença.

Também foi reforçada a higienização dos trens e estações e tem sido dada ampla preferência à operação com vagões acoplados de oito carros, em vez dos quatro usuais), a fim de evitar as aglomerações. “A situação no sistema é acompanhada constantemente e, em caso de necessidade e viabilidade, unidades adicionais são disponibilizadas”, detalhou o site da empresa federal, instalada na Região Metropolitana desde 1985.

Uma parceria com a Metroplan (Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional) também contribui para reduzir as aglomerações no metrô nos horários de pico: pela manhã, a partir das 6h30min a empresa Vicasa tem ônibus partindo das estações Canoas e Mathias Velho diretamente até a Estação Mercado, no Centro Histórico de Porto Alegre. Ao mesmo tempo, ônibus da empresa Real partem da Estação Sapucaia, com o mesmo destino.

Já à tarde, a partir das 17h30min, os ônibus da Vicasa saem do Centro Histórico e pegam o caminho de volta, parando em todas as estações do Trensurb em Canoas: Niterói, Fátima, Canoas, Mathias Velho, São Luís e Petrobras.

Também nesse horário, os ônibus da Real partem retornam para a Estação Sapucaia do Trensurb – parando ainda nas estações Esteio e Luiz Pasteur. O número de veículos é limitado e eles circulam conforme a demanda, quando a lotação dos lugares sentados é atingida.

“É importante destacar que o isolamento é a medida mais efetiva para evitar a propagação do coronavírus”, ressalta a empresa. “Portanto, é fundamental que todos que possam permanecer em suas residências e deixem que o transporte público seja utilizado preferencialmente para o deslocamento de pessoas que atuam em atividades essenciais. Em caso de necessidade extrema de uso do metrô, a empresa recomenda que se opte pelos horários de menor movimento.”

Queda brusca

Em meio à pandemia, a Trensurb segue registrando números reduzidos de passageiros transportados em seus vagões. Na última quarta-feira (25), foram 27.951 embarques no metrô, o que corresponde a uma demanda 82,3% menor que a média de usuários transportados por dia útil na primeira quinzena de março (157.636).

Desde o dia 13, a demanda no sistema metroviário tem diminuído significativamente. Trata-se de mais um reflexo das ações de prevenção ao coronavírus preconizadas por autoridades e especialistas e que têm dentre as duas principais recomendações o isolamento social, a higienização constante de indivíduos e ambientes e a paralisação total ou parcial de estabelecimentos do comércio.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Sindicato alerta que vai faltar dinheiro para pagar os funcionários das empresas de ônibus de Porto Alegre no mês que vem
A Receita Federal oferece diversas opções de atendimento aos contribuintes gaúchos por telefone ou na internet
Deixe seu comentário
Pode te interessar